sex, 17 de maio de 2024

Variedades Digital | 11 e 12.05.24

Jornal Edição Online

Sant’Ana que ajuda

Sant’Ana do Livramento continua mostrando que é necessário ajudar. Afinal de contas, o Rio Grande do Sul é um só. E a situação enfrentada lá no norte, se sente no sul, na Campanha e na Fronteira. Claro, as proporções são bem diferentes em cada região. Em algumas delas, sequer existem as cidades, nem nada que pareça com elas no último

Polo universitário binacional na fronteira

Livramento poderá sediar o campus conjunto de um futuro espaço comum de educação superior – que o ex-presidente uruguaio Pepe Mujica chamou de “zona franca de educação superior” -, que vem sendo objeto de uma grande mobilização envolvendo diversas universidades públicas representadas pelo Foro de Reitores do Rio Grande do Sul, a Rede Bioma Pampa de Educação Superior e a

Fronteira Solidária e Humanitarista

Brasileiros e uruguaios, lado a lado, trabalhando, incansavelmente, para arrecadar mantimentos que são enviados para a linha de frente nas cidades mais atingidas

Mais unidos do que nunca

Recebemos na última semana, a visita do vice-prefeito e presidente do Republicanos em Sant’Ana do Livramento, Evandro Gutebier, na sede do Grupo A Plateia. Em conversa, ele confirmou que está mais unido do que nunca com a prefeita Ana Tarouco (PL) e que o governo está trabalhando junto. Quanto a uma eventual candidatura a prefeito, ele contou que é pré-candidato

Grupo de Livramento leva doações de caminhonete e barco para ajudar

Ao chegar na capital, os voluntários se depararam com muita destruição. Grande parte das cidades atingidas pelo desastre climático está sem acesso fácil devido à queda de pontes e bloqueios em estradas. Diversas famílias ficaram ilhadas, principalmente no interior. Em entrevista ao jornal A Plateia, o Tenente Roni Pires, da Reserva da Brigada Militar, 58 anos, relatou o cenário que

Por Todos Nós

É quase mandatório, por motivos de coração, iniciar esta coluna com uma nota sobre o Rio Grande do Sul. Durante a última semana, não só a minha, mas nossas mentes ficaram absorvidas, e, quando estávamos em outra atividade, impossível que por alguns segundos não fossemos puxados novamente a imagens, lembranças de relatos e até previsões sobre nosso estado. Ao mesmo