seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Saiba quais grupos receberão a vacina contra Covid-19 após os idosos

Deficientes permanentes e doentes crônicos terão preferência no processo

Está prevista para iniciar neste domingo (11), em Sant’Ana do Livramento, a aplicação de vacinas contra a Covid-19 em pessoas com idade a partir de 62 anos. Os ixdosos serão grupo prioritário até que a campanha conclua a imunização de pessoas com 60 anos de idade. A partir daí, segundo o Plano Nacional de Imunização (PNI), a idade deixa de ser um critério.
Na próxima fase, pessoas com doenças crônicas e deficiências permanentes serão contempladas independentemente da idade. O PNI também prevê que, dentro da mesma faixa, pessoas em situação de rua, presos, trabalhadores da educação e profissionais do ramo de transporte e logística sejam vacinados.
No entanto, ainda não há como precisar quando isso deva ocorrer. “Não temos previsão para a vacinação quando passar os 60 anos. As doses estão vindo muito pingadas. A gente depende do Estado. Quando fizerem a resolução e encaminharem as doses nós vamos ter todos aqueles itens e toda a lista do que realmente é considerado comorbidade”, explicou a Coordenadora da Imunização no Município, Raquel Levy.
Segundo a Secretaria Estadual da Saúde (SES), estima-se que mais de 5 milhões de gaúchos integrem o próximo grupo prioritário no Estado.

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de