Debate organizado pelo Grupo A Plateia enaltece a Democracia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com equilíbrio. Assim pôde ser definido o debate ocorrido na noite de ontem (quinta-feira) nos salões do Clube Caixeiral, em Sant´Ana do Livramento. Com a presença de seis dos sete candidatos postulantes à principal cadeira do Palácio Moysés Vianna, o debate iniciou no horário programado, por volta das 19h30, com as entrevistas feitas nos bastidores, já respeitando a ordem do sorteio feita sob o olhar atento de todos os participantes. Pontualmente às 20h, com transmissão ao vivo pela rádio RCC FM, YouTube, Facebook, Canal 121 da Video Cable Rivera e pela TV a Plateia, o debate teve início com a saudação de cada um dos candidatos.
Em todas as falas, duas características em comum: a cordialidade e a menção ao candidato faltoso, e atual prefeito concorrente à reeleição, Solimar Ico Charopen (PDT). A organização do debate deixou claro que os convites foram enviados a todos os candidatos e apenas seis confirmaram participação no evento. Pouco a pouco, na abertura do espaço reservado para perguntas e respostas entre os candidatos, o clima foi esquentando e a comunidade, que acompanhou atentamente cada movimento, pode finalmente sentir de perto o ambiente eleitoral em que está submersa a cidade neste momento.
Um a um, os candidatos foram sendo chamados e os temas previsíveis foram sendo abordados suprindo a expectativa por respostas por parte da comunidade e dos observadores convidados. Santa Casa, privatizações, educação, infraestrutura e DAE, foram alguns tópicos mencionados pelos concorrentes não deixando nenhuma pergunta sem resposta.

NAS REDES

Nas redes sociais, com a avanço da hora, o número de internautas e expectadores foi aumentando gradativamente como resposta clara de que o debate era sim necessário. Foram milhares de santanenses que desde os primeiros minutos fizeram questão de marcar posição manifestando democraticamente a sua intenção de voto no próximo domingo.

ENTRE ELAS

Um dos pontos mais altos destacados pela comunidade foi a presença de duas mulheres como candidatas na eleição de 2020 em Sant´Ana do Livramento. Na semana em que os dados revelados para o Brasil inteiro pela ONG Elas no Poder aponta para um percentual ainda pequeno de mulheres na corrida eleitoral, a cidade se mantém na vanguarda com a presença das mulheres abrindo espaços importantes e cativando, cada uma a seu modo, eleitores em todas as direções da cidade.

PAUTA

Comprometimento e credibilidade. Talvez estas estejam entre as palavras mais citadas pelos seis candidatos que participaram no debate. Cada um, em determinado momento, fez questão de pontuar logo no primeiro bloco que a partir de agora essa deverá ser a tônica do seu governo. Paralelo ao debate oficial, nas redes sociais, os milhares de santanenses também debateram as propostas e foram fazendo as suas manifestações. Sobre saúde, logo no início a necessidade de tornar mais transparente a gestão da Santa Casa foi o principal tema debatido com candidatos, no primeiro momento, levantando a voz em coro ao concordar com a necessidade de tornar mais abrangente a capacidade de atendimento do hospital com a busca de complexidade e novas modalidades de atendimento. Outro tema amplamente abordado pelos candidatos, foi a corrupção. Segundo os participantes do debate, esse é um tema que precisa ser focado amplamente a partir de agora e nos próximos meses e anos com cada vez mais clareza e transparência. De acordo com os candidatos, a comunidade merece ter informações claras, precisas e seguras por parte do próximo gestor. Sobre a geração de empregos, os candidatos apresentaram propostas distintas sobre o tema englobando possibilidades entre turismo rural e urbano, fomento ao campo e novas aberturas de frentes que apresentem esta capacidade. Ainda assim, sem trocas de acusações, os candidatos permitiram a fala sem interrupções o que colaborou para a manutenção do equilíbrio e a cordialidade. Renatho Costa, da coligação Frente Popular Santanense (PSOL-PCB), Glauber Lima da coligação Trabalho e Confiança juntos por Livramento (PT e PCdoB), Sargento Doze (PSL) Mudança de Verdade, Miguel Pereira da coligação Pra Livramento Acontecer (PP – PSC), Mari Machado da coligação Coragem para mudar (PSB – MDB – PSDB – CIDADANIA – PL) e Ana Tarouco da coligação Endireita Sant´Ana (DEM – PR), um a um e a seu modo, foram apresentando suas cartas no tabuleiro do debate com respostas que ecoaram aos quatro cantos da cidade nas mais diversas plataformas. Outro ponto em comum abordado pelos candidatos foi a necessidade de encerrar as divergências políticas que fazem com que a cidade evolua pouco em comparação com outros municípios da região.

BASTIDORES

Nas últimas semanas, respeitando criteriosa e rigorosamente todos os protocolos exigidos pela legislação para a promoção do debate, foram cerca de trinta profissionais do grupo A Plateia, além de terceirizados, que colaboraram tanto para a montagem de toda a estrutura física quanto do debate em si. Com a pandemia, a necessidade de cuidados e respeito às normas passou a ser condição indispensável para que a segurança de todos, sem exceções, fosse prioridade. Assim, respeitando limites e as regras de distanciamento, o debate fluiu mesmo após a inserção, na última semana, de uma medida que pedia por parte do COE a colocação de cabines de acrílico entre os candidatos, item que foi descartado após decisão judicial acatada. Foram muitas horas de reuniões, rascunhos de croquis, apresentação de propostas. Assim, com a certeza da missão cumprida, tanto os profissionais envolvidos quanto a direção do Grupo A Plateia encerraram o debate com a clara sensação de ter entregue para a comunidade informação e a última oportunidade de conhecer de perto as propostas dos candidatos, pelo menos de seis deles que aceitaram o convite e compareceram ao Clube Caixeiral, local escolhido para o evento.

CADEIRA VAZIA

Apesar de ter sido convidado, e confirmado meses atrás a sua participação no debate, o atual prefeito Solimar Ico Charopen declinou do convite e deixou a cadeira de número sete vazia a noite toda. A cena foi amplamente mencionada pelos demais candidatos e pelos expectadores que questionaram a verdadeira razão da ausência daquele que tenta a reeleição no próximo domingo. Ico não foi. Essa foi a frase mais repetida durante e depois do último debate.

Bastidores – Edis Elgarte – 05/12/2020

Trânsito garantido Demorou, mas finalmente os usuários da estrada do Passo da Guarda, a RS 183, que liga a BR 293 à faixa de acesso

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies