Bastidores – Edis Elgarte – 04/04/2020

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Novo cenário no Legislativo

O quadro político santanense está diferente neste sábado, 4, primeiro dia após o período da chamada “janela partidária”, que permitiu aos detentores de cargos eletivos trocarem de partido sem o risco de perda de seus mandatos. As mudanças apontam também perspectiva diferente para o futuro cenário eleitoral no município. Até mesmo certezas como a força eleitorial dos partidos que ocupam os principais cargos no Executivo podem ser questionadas nesta nova realidade. Saíram menores da “janela” – em termos de representação – os partidos do prefeito afastado Ico Charopen, o PDT, e da atual prefeita, o PSB. Caso as eleições marcadas para o dia 4 de outubro sejam mantidas apesar da pandemia causada pelo Novo Coronavírus, nomes antes desconsiderados como força eleitoral agora passam a ocupar lugares mais próximo da primeira fila, a exemplo das pré-candidaturas do Progressistas e do Republicanos, que agora dividem o segundo lugar na relação das maiores bancadas no Legislativo, precedidos pelo PT, que se mantém como a maior bancada, com quatro vereadores, podendo chegar a cinco com a adesão do suplente Claudinho Milan, que sai da REDE.

Progressistas ganha reforço

Desde a primeira hora apoiando a gestão da prefeita interina Mari Machado, o Progressistas nunca deixou de afirmar a intenção de disputar a Prefeitura com candidatura própria. Agora, a bancada, já integrada pelo vereador Carlos Nilo Pintos, ganhou o reforço do ex-presidente da Câmara, Maurício “Galo” Del Fabro, que deixou o PSDB, e da 2ª secretária da Mesa do Legislativo, Márcia da Rosa, que saiu do PSB, o partido da atual prefeita. Também ingressaram na sigla, entre outros, o diretor do Coral Ars Vivendi, tenor Getúlio Vares, a advogada Clarissa Simões Pires, que concorreu a deputada pelo NOVO, e a empresária Jéssika Nunes.

Ninho em crescimento

O PSDB manteve uma cadeira na Câmara de Vereadores apesar da saída de “Galo” Del Fabro. Os tucanos conseguiram atrair o vereador Marco Monteiro, que teve de deixar a REDE, e com ele vem conseguindo um grande movimento de reconstrução orgânica em Livramento. Nomeado pela Executiva Estadual para presidir uma comissão executiva provisória, Monteiro vem arregimentando a militância afastada nos últimos tempos e atraindo novos integrantes, como o ex-presidente da ACIL, empresário Jairo Zamberlan, o advogado Fábio Kasper, a administradora Valesca Ocaña, a empreendedora da área de eventos e turismo Josi Xavier, o empresário Benhur Amaral, e o agente penitenciário Glauber Fernandes, entre outros.

Campereada

A Coordenadoria Municipal de Tradicionalismo confirmou o adiamento da 38º Campereada Internacional, que aconteceria no fim de abril. A nova data está previamente prevista para o mês de julho mas ainda poderá ser remarcada para o último trimestre. Tudo depende do comportamento do contágio do Novo Coronavírus.

Terreiros

O presidente do PCdoB em Livramento e pré-candidato do partido à Prefeitura Municipal, Josué Rodrigues, vem tentando mobilizar coordenadores dos mais de 300 Terreiros de religião de matriz africana no município em uma grande rede de solidariedade. Ele considera que, se cada casa “adotar” pelo menos uma família em situação de vulnerabilidade social para ajudar, principalmente com alimentos, vai ser possível mitigar muito as dificuldades enfrentadas neste momento de crise causada pela pandemia.

Virtual

A Câmara de Vereadores estuda utilizar o aplicativo Zoom para viabilizar a realização das sessões sem risco para os vereadores e funcionários da Casa.

Sobre o palco

Trabalhando firme nos bastidores, o Democratas passa a ocupar um lugar à luz dos holofotes na corrida eleitoral e ganha, ainda, espaço entre os partidos representados no Legislativo Municipal. O vereador Ulberto Navarro, “Garrão”, garantiu uma cadeira para o DEM saindo do PDT e filiando-se à agremiação presidida pelo médico Vânius Dávila , que tem como vice o empresário Ênio Júnior (foto). O Democratas fechou a semana confirmando a filiação do radialista Felipe Torres Pinto e ainda supreendeu anunciando a filiação, na semana passada, do administrador Rodolfo Folmer, que recentemente dirigiu o hospital Santa Casa, e o juiz federal Belmiro Krieger – literalmente cobiçado por vários partidos para formação de chapa majoritária.

Enfim, juntos

Os dois têm mais de 30 anos de história política concomitante e pela primeira vez estarão juntos em uma eleição municipal. No início da década de 90, Claudio Milan passava a batuta do movimento estudantil, através da União Santanense de Estudantes Secundaristas a um outro jovem, o hoje pré-candidato do PT à Prefeitura Glauber Lima. Cada um percorreu seu caminho na política e, agora, Claudinho confirma que poderá estar com Glauber na apresentação de um novo projeto político.

Final feliz no Republicanos

Depois de muitas idas e vindas e de avaliar vários convites, o vereador Antônio Zenoir acabou confirmando mesmo sua filiação ao partido Republicanos, deixando então o PSD, que fica sem representação na Câmara. O Republicanos – que nos últimos meses foi apontado nos bastidores como destino de diversas personalidades políticas – fechou o período da “janela” como uma das três maiores bancadas no Legislativo. Junto com o presidente do partido, vereador Evandro Gutebier, e com Antônio Zenoir, a partir de agora formará a bancada também o vereador Danúbio Barcellos, que deixou o Progressistas e poderá representar o Republicanos na disputa da Prefeitura.