Pedras no caminho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Criminosos utilizaram pedras para tentar bloquear trecho da BR-293 e praticar assaltos

Na madrugada dessa quarta-feira, dia 5, uma família trafegava pela BR-293 sentido Quaraí – Sant’Ana do Livramento, em um trecho próximo à localidade dos Cerros Verdes, quando, por volta das 2h foi surpreendida por uma grande quantidade de pedras no meio da pista. As pedras estavam dispostas de um lado ao outro da rodovia, ocupando as faixas dos dois sentidos.
O motorista do automóvel, Leandro Mazuí, conta que, ao ver as barreiras, a sua primeira reação foi reduzir a velocidade, porém, assim que o fez, avistou um homem armado e encapuzado saindo de uma mata próxima ao acostamento. “Ele apontou a arma pro carro e fez sinal para que eu parasse, na hora eu só pensei na minha família e acelerei’’, relembra.

Projétil que atingiu o peito do idoso que ocupava o banco do carona

Com esta ação, o homem saiu da frente do carro e retornou ao acostamento. Enquanto fugia, o bandido efetuou cerca de cinco disparos em direção à família. A bordo do carro, estavam o seu sogro, sua sogra e sua sobrinha de nove anos de idade. “Três (disparos) pegaram no carro, os outros ele errou. […] Ele atirou no vidro do carona para acertar em mim, mas o projétil ricocheteou e acabou acertando o peito do meu sogro’’, relata.
Por sorte, o tiro não atingiu o idoso com tanta força, o que fez com que o projétil não perfurasse o seu corpo. Ainda assim, Mazuí informa que o impacto gerou um grande hematoma em seu sogro. “Eu não sabia que ele tinha sido atingido. Quando chegamos de volta em Quaraí foi que ele me mostrou. Disse que viu que não estava sangrando e ficou quieto para não nos assustar”, revela.

Após o transtorno, a viagem continuou até Livramento, onde a Polícia Rodoviária Federal (PRF) e a Brigada Militar (BM) foram avisadas do ocorrido. De acordo com informações repassadas pela PRF à Reportagem do jornal A Plateia, os agentes, em conjunto com algumas guarnições da BM, estiveram no local e realizaram buscas nas matas próximas à estrada, mas ninguém foi localizado.
Ambas as Forças declararam que já houve um acordo no sentido de reforçar o patrulhamento no local onde o sinistro aconteceu. A Brigada Militar disse ainda que não possui suspeitos, mas que continua atenta à situação da área.
O caso foi registrado na 1ª Delegacia de Polícia e, ao amanhecer, a família retornou à sua cidade de origem.

Após ricochetear, o projétil, por sorte, perdeu força antes de atingir um dos passageiros

Murilo Alves
muriloalves@jornalaplateia.com.br