Aulas no Centro de Inclusão Digital de Sant’Ana do Livramento retornam em fevereiro

As atividades estavam paralisadas por conta das obras no prédio

O Centro de Inclusão Digital (CID) de Sant’Ana do Livramento é um espaço pensado para, como o próprio nome sugere, aproximar a comunidade da tecnologia. O centro existe desde 2007, mas apenas em 2009 começou efetivamente a funcionar. Desde 2012, estima-se que, pelo menos, mais de seis mil alunos tenham passado por lá.

A construção do prédio iniciou em 2005 e é fruto de um financiamento feito pelo Ministério de Ciências e Tecnologias. Já os equipamentos eletrônicos foram entregues pela Caixa Econômica Federal.
Há alguns anos, o telhado começou a ceder e, segundo o laudo apresentado por um engenheiro enviado pela Secretaria Municipal de Educação (SME), o prédio não tinha mais condições de atender ao público. De acordo com a Coordenadora do CID, Fernanda Saldanha, a alternativa foi migrar para as aulas online. “Nós ficamos com o prédio interditado todo o ano de 2017 e 2018, sem atender ao público presencialmente. Então, nós abrimos cursos online através da plataforma Moodle’’.

Os equipamentos foram entregues pela Caixa Econômica Federal (Foto: Murilo Alves/AP)

Ao retomar as atividades no ano de 2019, o centro continuou a oferecer aulas de informática, nível básico e intermediário, mídias e também a introdução ao sistema Android. Este último, como conta o professor de informática, Elias Lima, tem atraído principalmente o público mais velho. “O pessoal da terceira idade, geralmente, tem mais dificuldade para usar o Android, então a gente monta os grupos de estudo e os ensina a usar as redes sociais e a usar o telefone em si’’.

A coordenação do Centro destaca que, além da busca pelo conhecimento, a procura dos santanenses pelos cursos é motivada pela busca de uma melhor colocação no mercado de trabalho. Um dos pontos que também merece destaque é a duração das baterias de ensino, que estendem-se, em média, por dois meses.

Por falar em mercado de trabalho, o professor comenta que já existem tratativas entre o CID e alguns estabelecimentos comerciais da cidade para que seja implementado o curso de operador de caixa. “Houve já o aceno de duas empresas, de forma positiva, até mesmo na questão de equipamentos, para nos ajudar a montar aqui dois ou três caixas de mercados.
A medida, ainda segundo o professor, seria de grande ajuda, pois evitaria que o candidato à vaga tivesse que receber o treinamento em meio ao público nos estabelecimentos. A expectativa é de que o curso passe a ser oferecido dentro dos próximos três meses.

Para quem ficou interessado e deseja dar início a algum curso, deve atentar ao horário de funcionamento do CID. No momento o Centro está em recesso de férias e também aguardando o fim de alguns pequenos reparos na parte interna da instalação. O atendimento ao público acontece das 7h30 às 18h, sem fechar ao meio dia.
Já a partir de fevereiro, quando o recesso termina, o horário volta a ser das 7h30 às 21h. A grade curricular conta com cursos nos turnos da manhã, tarde e noite. Para a inscrição, o candidato deve levar consigo apenas o documento de identidade.

O CID está localizado na esquina das ruas Manduca Rodrigues e Professor Francisco Marques, próximo ao Departamento de Água e Esgoto (DAE). Para mais informações sobre cursos e inscrições, ainda é possível entrar em contato através do telefone: (55) 3244 – 1759.

Murilo Alves | muriloalveslvto@gmail.com

Grupo Aplateia