Bastidores – Por Edis Elgarte – 30/11/2019

Sem barulho nos corredores

Não pode ser – e não é, com certeza – exclusivamente pela garantia dos direitos conquistados no Plano de Carreira nem do pagamento em dia dos salários que os professores estaduais estão parados. A parte visível do movimento parece ter somente essa motivação, mas nos corredores há uma preocupação tão relevante, ou até maior: a desativação de significativa parte da estrutura operacional da educação pública no Estado.
Em Livramento, medidas simples como a não abertura de matrículas para algumas turmas em pelo menos três escolas, acabam sendo interpretadas como sinal claro de que, logo ali, serão fechados turnos inteiros e, talvez, até mesmo escolas inteiras.
O foco de toda a sociedade é a greve por causa dos salários parcelados e do pacote que termina com direitos dos servidores, enquanto o sistema público da educação parece ser aos poucos, no mínimo, transformado sem que a população discuta ou perceba essas mudanças. Grande parte dos servidores já constatou isso e vem tentando alertar às autoridades e aos pais de alunos. Mas o processo não para. Silencioso.
Na outra frente, a da luta contra o pacote, a pressão parece surtir efeito. O vereador santanense Antônio Zenoir conseguiu, com apoio do deputado Luiz Marenco e junto com o Cpers e representantes de mais de 20 municípios gaúchos, protocolar na Assembleia Legislativa uma proposta de retirada do regime de urgência da tramitação do pacote. A ideia agradou. Além dos partidos que já estavam contra, o MDB, maior bancada de deputados, além do PSB e doPP, entre outros, já assumem posição ao lado dos servidores. Tudo às claras. Enquanto isso, nos corredores…

Parceria fechada na fronteira

O deputado federal Maurício Dziedricki fechou uma parceria firme com Livramento, através de um trabalho que tem no vereador Germano Camacho um dos mais entusiasmados representantes. Neste sábado, o deputado volta à fronteira para um encontro com apoiadores e principalmente para atualizar algumas demandas nas quais vem trabalhando. Ele tem agenda durante a tarde com lideranças partidárias do PTB e autoridades locais e, à noite, será homenageado em uma confraternização por um grupo de correligionários e simpatizantes. Atualmente, Dziedrick tenta aprovar no Congresso um projeto que obriga o Detran a transformar em simples notificação a multa de motorista que não reincidir.

Placas de conscientização

O vereador Romário Paz encontrou uma excelente forma de reaproveitar as placas de sinalização de trânsito danificadas e sem possibilidade de reutilização para essa finalidade: a transformação em placas de alerta contra a formação de lixões nos terrenos baldios espalhados pela zona urbana. Ele contou pelo menos 200 terrenos nessas condições na região entre o início da Francisco Reverbel e o Cerro do Armour e pediu que a Secretaria de Transportes pintasse alertas nas chapas de aço galvanizado que não servem mais para a sinalização das ruas. Com a ajuda de assessores, já está fixando as placas nesses terrenos, promovendo a conscientização de quem costuma jogar lixo e buscando o apoio da população para a fiscalização. Quem ganha com isso é a comunidade. Gol de placa.

Mesa completa

Como a coluna já havia adiantado, está batido o martelo na eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, marcada para a última sessão ordinária do ano, no próximo dia 18. Romário Paz deve ser eleito como novo presidente, confirmando o cumprimento do acordo celebrado ainda ainda da posse da atual legislatura, no fim de 2016. Junto com ele, compondo a Mesa, deverão permanecer os atuais vice-presidente, Evandro Gutebier, 1º Secretário, Antônio Zenoir, e 2ª Secretária, Márcia da Rosa.

Renovação

O vereador Marco Monteiro, da REDE, que fez questão de visitar o então candidato à presidência do Uruguai Luis Alberto Aparicio Alejandro Lacalle Pou, ou simplesmente Lacalle Pou, durante a visita que o novo presidente fez a Rivera, poucos dias antes do 2º turno. Imediatamente após a confirmação do resultado, Monteiro festejou a “renovação” no comando do país vizinho.

Capital nacional da ovinocultura

Livramento poderá ganhar um espaço nobre para o fomento de uma de suas atividades produtivas mais características. O presidente da Associação Santanense de Ovinocultura, Jair Menezes, está empenhadíssimo no encaminhamento, junto ao Executivo Municipal, da cedência para a entidade da área do antigo Quarentenário, na entrada da região dos Galpões. A idéia é simpática à Administração Municipal, que, além de dar importante contribuição ao segmento, ainda se livraria de um alto custo de manutenção do local.

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário