qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Governo Federal poderá homologar situação de emergência em Livramento

Decreto municipal foi reconhecido pelo estado e agora depende do aval de Brasília para ser homologado por se tratar de perdas milionárias no campo
Estrada do Upamaroti (Foto: Matias Moura/AP)

Quase um mês depois, de idas e vindas, finalmente o decreto de situação de emergência feito com base em dados oficiais da EMATER/ASCAR, foi encaminhado para a Defesa Civil Federal que deverá dar seu parecer nos próximos dias. O documento foi homologado pela prefeitura no dia 23 de maio, conforme laudo técnico que apontou prejuízo de quase 200 milhões no campo em Sant’Ana do Livramento, em consequência do excesso de chuva. O decreto, que havia retornado ao município na semana passada para pequenos ajustes, foi homologado no Diário Oficial dos Municípios do Rio Grande do Sul no dia 4 de junho, e no dia seguinte encaminhado para Brasília pelo chefe da Casa Militar e coordenador da Defesa Civil Estadual, coronel Luciano Chaves Boeira, conforme apurado com exclusividade pela reportagem do Jornal A Plateia, junto ao deputado federal Afonso Hamm (Progressistas).
Na última atualização de municípios em situação de emergência do RS, conforme o DECRETO Nº 57.626, DE 21 DE MAIO DE 2024, que alterou o Decreto nº 57.600, de 4 de maio de 2024, várias cidades da região obtiveram a homologação entre elas Candiota, Lavras do Sul, Quaraí, Rosário do Sul, São Gabriel, Uruguaiana e Bagé.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem