seg, 24 de junho de 2024

Variedades Digital | 22 e 23.06.24

Suspensão da dívida, já, por deputado Zucco

Deputado Zucco

Quando as chuvas começaram a desabar sobre o Rio Grande do Sul tomei a decisão de permanecer e me somar aos milhares de voluntários nesse verdadeiro esforço de guerra. Já nos primeiros dias ficou claro que estávamos enfrentando um fenômeno nunca antes visto. Nosso estado havia colapsado em todos os sentidos. Dessa forma, no dia 3 de maio encaminhei ao Ministério da Fazenda uma indicação legislativa solicitando a suspensão da dívida gaúcha com a União pelo prazo de dois anos.

Porque simplesmente não teremos mais receita, diversas atividades econômicas foram dizimadas. Dos 497 municípios, cerca de 440 foram duramente afetados. Uma tragédia sem precedentes. Não há uma estimativa confiável de quanto iremos precisar para reconstruir tamanha destruição. Alguns falam em R$ 20 bilhões, outros acreditam que será preciso muito mais.

Vamos ser racionais. A suspensão do pagamento da dívida proporcionará apenas um fôlego, uma vez que o gasto anual do governo do Estado é de aproximadamente R$ 3,5 bilhões com esses encargos. Um débito total que se aproxima dos R$ 100 bilhões. Inclusive defendo que esse montante também seja revisto. Sem isso será impossível executar os projetos de infraestrutura que serão necessários. Sem falar nas obras estruturantes de prevenção a novos eventos climáticos extremos.

Quando a água baixar e as pessoas voltarem para suas casas vão perceber que não existe mais nada. O mobiliário foi destruído, carros inutilizados e empregos desapareceram. A água arrastou tudo. Menos os nossos sonhos e a vontade de colocar em pé esse Estado maravilhoso, que tem contado com a solidariedade de todos os brasileiros.

Deputado Federal Luciano Zucco (PL-RS)

Banrisul firma acordo para atender clientes servidores públicos estaduais e municipais diretamente atingidos pela enchente conforme Mapa Único do Plano Rio Grande

O Banrisul e o Ministério Público do Estado do Rio Grande do Sul e a Defensoria Pública do Estado do Rio Grande do Sul, com a participação do Procon RS e do Procon do Município de Porto Alegre assinaram um acordo que prevê a prorrogação de operações de crédito consignado de servidores públicos do Estado e de municípios conveniados ao