dom, 21 de abril de 2024

Variedade Aplateia | 20 e 21.04.24

O que mais precisa acontecer?

É inacreditável que Sant’Ana do Livramento tenha passado, de novo, pela mesma situação. Após a passagem de um temporal com fortes rajadas de vento, mais uma vez a queda de árvores, muitas já condenadas, deixou o prejuízo aos santanenses que tiveram suas casas e estabelecimentos atingidos. Para muitos, o que aconteceu foi a ação do tempo e não haveria o que se fazer para prevenir, no entanto para a parcela da população antenada nas discussões da comunidade, o que aconteceu foi algo mais do que previsto. Como se chama isso? Irresponsabilidade. De quem? De todos os que poderiam ter feito algo e não fizeram. Até quando a comunidade, que paga caro pelos seus impostos (e diga-se de passagem, não é ela, a comunidade, que determina o valor dos impostos), vai ter que continuar pagando pela total falta de comprometimento dos órgãos competentes? O que se espera é que esse último evento tenha sido o estopim, a gota d’água que faltava para que as atitudes que precisam ser tomadas, simplesmente saiam da discussão e virem ação.

Até quando mulheres serão mortas por serem mulheres?

Revoltante. Esta é uma das palavras que pode ser utilizada para adjetivar os casos de feminicídios que estão acontecendo na Fronteira “da Paz”. Onde está a sociedade quando um crime desses acontece? Sim, sociedade. Apesar dos territórios, sejam eles brasileiro ou uruguaio, terem por dever garantir a segurança dos seus cidadãos, todos que fazem parte da comunidade têm uma parcela