dom, 21 de abril de 2024

Variedade Aplateia | 20 e 21.04.24

(In)segurança pública volta à pauta!

Sant’Ana do Livramento está vivendo uma onda de violência. Quase todos os dias dessa semana, o Jornal A Plateia registrou casos de arrombamentos de estabelecimentos no município. Em um dos casos, uma lancheria foi furtada pela quarta vez neste mês. Em outro, uma escola da rede pública estadual, já teve oito casos somente neste ano e o mês de fevereiro ainda nem terminou. Do educandário, já foram levados alimentos, televisores e até materiais didáticos, utilizado na alfabetização de crianças. Em que mundo os santanenses estão vivendo? Ora, é uma cidade do interior que está sendo impactada pela violência antes enfrentada em grandes centros, nas capitais. Fica muito claro, quem acompanha o trabalho das forças policiais, que os agentes de segurança estão sempre atentos e, pela profissão totalmente vocacionada, estão fazendo todo o possível e o impossível para conter os delitos. Mesmo assim, ainda é insuficiente, pois os casos continuam acontecendo. Até quando as autoridades responsáveis vão olhar para isso sem tomar atitudes? Onde estão os governantes? Eles vão fazer algo? São tantas perguntas que, lamentavelmente, continuam sem respostas. Enquanto isso, o cidadão de bem segue sofrendo com a insegurança pública.

Até quando mulheres serão mortas por serem mulheres?

Revoltante. Esta é uma das palavras que pode ser utilizada para adjetivar os casos de feminicídios que estão acontecendo na Fronteira “da Paz”. Onde está a sociedade quando um crime desses acontece? Sim, sociedade. Apesar dos territórios, sejam eles brasileiro ou uruguaio, terem por dever garantir a segurança dos seus cidadãos, todos que fazem parte da comunidade têm uma parcela