seg, 4 de março de 2024

Aplateia Digital | 02 e 03.03.24

Última Edição

Feira Ovinos de Verão foca no fortalecimento da Capital Nacional da Ovelha

O evento que iniciou na quinta—feira (18) conta com debates, julgamento de animais, remates-show e mostra de assado de carne de cordeiro.
(Fotos: Matias Moura/AP)

A Capital Nacional da Ovelha, Sant’Ana do Livramento, realiza, entre os dias 18 a 21 de janeiro, a 46ª Feira Ovinos de Verão que acontece no Parque Augusto Pereira de Carvalho. O evento é organizado por um grupo de produtores rurais com o apoio do Sindicato e Associação Rural e tem como objetivo o fortalecimento da ovinocultura no munícipio com base na união dos criatórios de todas as raças.
Conhecida tradicionalmente como uma praça importante de comercialização de ovinos, a proposta em 2024 foi integrar os produtores para a realização do evento na busca pela retomada da atividade no município, como explica a criadora Sônia Silveira, da Cabanha M Lanera, que faz parte da comissão organizadora. “Este ano, a feira tem um diferencial, nós somos um grupo de produtores rurais, apaixonados pela criação de ovelha, que nos unimos junto com o Sindicato Rural para organizar esta grande festa. Temos seis raças participantes desta feira que são elas: Merino, Dhone Merino, Ideal, Corriedale, Hampshire Down e Texel. Esperamos que seja um bela festa”.
A feira iniciou na quinta-feira (18) com a entrada dos animais, quando aconteceu o julgamento de admissão, depois disso, a primeira atividade foi uma charla sobre o mercado da carne ovina, com Daniel Barros. Ainda na manhã de quinta (18), aconteceu uma mateada promovida pelo SICREDI com a participação de Ana Carolina Almeida que abordou o tema Gestão Feminina no Campo, na sequência foi realizado o 47º Remate da Cabanha São Pedro com uma oferta de 310 animais.

(Fotos: Matias Moura/AP)

A programação, neste sábado, inicia às 8h com o julgamento de todas as raças, tendo a participação de 159 animais inscritos na ARCO (Associação Brasileira de Criadores de Ovinos). A abertura oficial da feira acontece às 11h30 no palco principal e posteriormente terá almoço por adesão no restaurante do Parque. Às 17 horas, o destaque será a mostra Cabanheiro Mirim como forma de fomentar nas crianças o amor pela ovinocultura e na sequência, às 18 h a entrega da premiação oficial da feira.
O grande destaque da 46ª Feira Ovinas de Verão é o Remate Geral de todas as raças que acontecerá às 19 h deste sábado contando com a oferta de 100 borregos e carneiros e 500 ovelhas dos animais dos criatórios santanenses. O evento conta com a batida do martelo do Escritório Rural Veterano Remates e transmissão ao vivo pela internet dos canais Sulamérica e Lance Rural. Após o encerramento do remate, acontecerá o show de Leonel Gomez e a primeira mostra de assado de carne de cordeiro quando será oferecido ao público uma degustação da carne de seis raças criadas no município. O evento encerra no domingo com um almoço de confraternização entre os organizadores da feira e seus familiares.
Segundo o presidente da Associação e Sindicato Rural de Livramento, Luiz Carlos D’Áuria Nunes: “A união dos ovinocultores para a realização do evento foi fundamental para fortalecer o setor que vem enfrentando muitas dificuldades, principalmente em relação a comercialização da lã. Uma feira como está movimenta muito o nosso município, não é somente a área rural, mas também a urbana, com uma gama de serviços. Por
exemplo, postos de gasolina, caminhoneiros, restaurantes e hotéis. E um grande diferencial que temos neste ano, é que essa é a primeira feira após o município ter recebido o título de Capital Nacional da Ovelha, isso envolve toda uma logística de pessoas com colaboração desde a parte de campo, sonorização, a empresa de remate, contratação de internet até laboratórios veterinários. Enfim, é um leque muito grande que movimenta a economia do município. Sobre a comercialização, nós esperamos vender em torno de 1.200 animais em todos os remates, inclusive os particulares que acontecerão até o dia 31 de janeiro. Embora o momento atual esteja em baixa na questão da lã, acreditamos na valorização do mercado da carne, então esta é a oportunidade de se investir em genética de qualidade. E isso, nós temos de sobra”, encerrou.