seg, 4 de março de 2024

Aplateia Digital | 02 e 03.03.24

Última Edição

“A marca da nossa gestão é integração campo e cidade”, diz presidente do Sindicato Rural

Luis Carlos D’Áuria (Foto: Matias Moura/AP)

Em dezembro de 2024 se encerrará a gestão do produtor rural e empresário Luiz Carlos D’Áuria Nunes à frente da Associação e Sindicato Rural do município depois de dois mandatos consecutivos. Segundo o presidente, mais um ano chega ao fim com muitas conquistas graças ao trabalho de toda a diretoria da entidade e seus colaboradores. Em 2023 várias pautas foram cumpridas pela entidade, passando pela homologação do projeto de lei LEI Nº 14.570 de autoria de Luiz Carlos Heinze que reconheceu Sant’Ana do Livramento como a Capital Nacional da Ovelha no dia 5 de maio, ao reconhecimento dado pela chefia de polícia do Rio Grande do Sul no dia 7 dezembro a entidade pelos apoio prestado às forças de segurança.
O diploma Integração Polícia Civil – Comunidade foi entregue ao presidente da Associação e Sindicato Rural, Luiz Carlos D’Áuria, pelo chefe de Polícia do RS, Fernando Antônio Sodré de Oliveira. A homenagem foi uma indicação da Delegacia Regional de Livramento por meio do delegado Laurence Teixeira.
Nos últimos anos, o Sindicato Rural tem apoiado inúmeras iniciativas como a articulação para a instalação de uma delegacia especializada no combate aos crimes rurais que acabou resultando na criação de um núcleo vinculado à Delegacia Regional e reforço de efetivo. Além disso, o Sindicato Rural de Livramento realizou doações de equipamentos por meio do programa Valor S do SICREDI que disponibilizou equipamentos para a Polícia Civil e para a Brigada Militar.
A entidade também está engajada, juntamente com o SICREDI e a ARCO (Associação Brasileira de Criadores de Ovinos), na doação do pórtico alusivo aos 200 anos do município, com capital 100% privado, a obra ainda não foi concluída devida uma ação judicial, mas segundo o presidente espera-se que no início de 2024 ela possa ser finalizada..
“Todas essas ações , têm um único objetivo que é colaborar com o desenvolvimento do nosso município. O Parque da Rural quando foi fundado era uma chácara. Hoje está situado no centro da cidade praticamente. Então, nós como representantes do setor rural temos que participar destas questões. Como é o caso do Altos da Rural que irá entregar 800 apartamentos trazendo desenvolvimento para o bairro Prado. Estamos trabalhando também em outros projetos como é o caso da Escola Técnica Agrícola para formar mão de obra especializada para o campo e que no próximo ano irá entrar em funcionamento com a aulas teóricas na Escola General Neto e as práticas dentro do nosso parque. Além disso, temos outra ação social que é o nosso projeto de Equoterapia que conta com o apoio da prefeitura de Livramento e que atenderá mais de 500 crianças com necessidades especiais a partir do ano que vem. Então, essa integração de campo e cidade tem sido a nossa marca nesses cinco anos, e esperamos encerrar o ano que vem com esses e outros projetos executados. Deixando um bom legado para a próxima gestão da Rural. Pois juntos somos mais fortes”