qua, 19 de junho de 2024

Variedades Digital | 15 e 16.06.24

Manoel Severo é aprovado em exame da FIFA

Empresário integra a ML3 que realiza trabalho na Escola de Futebol do 14
Foto: Redes Sociais

Na última semana, o empresário santanense Manoel Severo, sócio da ML3 Football, foi aprovado no exame de agentes da FIFA, que reconhece e licencia novos agentes que têm papel fundamental de identificar e criar oportunidades para impulsionar carreiras no futebol.

Manoel Severo com o jogador Suárez e Luis Fernando Martins, sócios da ML3 (Foto: Cedida)

Com a aprovação, Manoel torna a ML3 apta ao novo regulamento de agentes de futebol que entra em vigor no mês de outubro. Juntos, os sócios realizaram gerenciamento da carreira de diversos atletas ao redor do mundo, destacando-se o meia Johnny (Internacional) e o atacante Fabrício (Levante/Espanha), além de participar da negociação dos atletas Luis Suárez e Felipe Carballo junto ao Grêmio.
Em Sant’Ana do Livramento, Manoel atua como um dos responsáveis pelo trabalho realizado na Escola de Futebol do Esporte Clube 14 de Julho, no Estádio João Martins.
Para Manoel, poder representar e intermediar os atletas sendo agente da FIFA traz um benefício, também, para Sant’Ana do Livramento.
“Naturalmente traz um benefício para a nossa fronteira, onde a gente está indo, onde a gente está trabalhando, está sempre levando o nome da nossa cidade, além do trabalho que está sendo desempenhado no 14. Todas as oportunidades que vários alunos que estão conosco já estão tendo, com certeza agora terão mais, sem contar a tranquilidade que as famílias já tinham, agora, a um nível mundial, ter uma pessoa cadastrada e habilitada para estar trabalhando junto com os atletas é muito importante”, destacou o agente.

CMPC confirma investimento no RS, mesmo após enchentes

A multinacional chilena CMPC confirmou que o investimento no Estado, anunciado durante a assinatura do protocolo de intenções com o governo estadual no final de abril, terá seguimento, mesmo após os eventos climáticos que atingiram o RS. A confirmação dos R$25 bilhões, que terão como destinação a instalação de uma nova planta industrial de produção de celulose em Barra do