qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Sindicato Rural articula implantação de Escola Técnica Agropecuária em Livramento

A ideia do projeto é utilizar a estrutura da Escola Olavo Bilac para as aulas teóricas e o Parque da Rural para as práticas

Qualificar a mão de obra do homem rural tem sido um grande desafio do setor do agronegócio brasileiro, enquanto nas cidades muitas vezes falta oportunidade de emprego, no campo sobram vagas para os mais variados tipos de serviços. Como a área rural está cada vez mais tecnificada, seja na agricultura com os maquinários e  manejos cada vez mais tecnológicos, ou na pecuária com os diferentes tipos de atividades que vão desde o plantio de pastagem, inseminação artificial, manejo sanitário, aplicação de produtos veterinários e todas as outras funções que o campo precisa. Pensando nesta necessidade de formação de mão de obra, o Sindicato Rural de Sant’Ana do Livramento vem, desde 2022, desenvolvendo um projeto que  busca a implantação de uma Escola Técnica Agropecuária no município, ofertando aos estudantes a oportunidade de ao sair do ensino médio continuar estudando no curso técnico. O presidente da Associação e Sindicato Rural, Luiz Carlos D’Áuria Nunes, disse que algumas reuniões já foram realizadas no município, apresentando como sugestão a utilização da estrutura da Escola Estadual de Ensino Fundamental Olavo Bilac, localizada ao lado do Parque Augusto Pereira de Carvalho, que poderá ser utilizada para a realização de toda a parte prática dos cursos. “Estamos fazendo essa sugestão que seja no Olavo, até porque a área onde está sediado o colégio pertence à Associação Rural, assim, poderíamos realizar a doação dessa área ao Estado com esta finalidade”, disse o presidente. O presidente destaca que o Parque da Rural tem área de sobra, que poderá ser utilizada para a criação de hortas, por exemplo, tanto para aulas práticas, quanto para suprir as necessidades da merenda escolar. “Já levamos essa sugestão a 19ª CRE e fomos muito bem recebidos. A direção da escola acolheu muito bem a ideia. Estamos buscando uma agenda em Porto Alegre com o governador Eduardo Leite e com a secretária de Educação, Raquel Teixeira, para apresentar esse projeto. O nosso interesse enquanto classe, é apenas qualificar esses jovens para atuar no meio rural”, afirmou. Clarilaine Costa Ribeiro, diretora da Escola Olavo Bilac, disse que a ideia é uma necessidade muito grande da Escola. “Muitos alunos acabam parando de estudar para ir trabalhar em campanha e, muitas vezes, sem conhecimento nenhum na área. Estamos todos com muitas expectativas desde que o projeto nos foi apresentado. Agora nós estamos  guardando os trâmites legais”, conta. Segundo a diretora, a proposta ainda está em
discussão, e mesmo que o projeto seja implantado, o funcionamento da escola
seguirá normalmente, sem alteração para os demais alunos do bairro.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem