seg, 22 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital l 20 e 21.07.24
Aplateia Digital l 20 e 21.07.24

Última Edição

Não reabertura dos free shops uruguaios preocupa empresários santanenses

Hotelaria e gastronomia têm uma queda de 60% em Sant’Ana do Livramento
(Foto: Marcelo Pinto/AP )

A confirmação do governo uruguaio para a continuidade do fechamento dos free shops de Rivera causa preocupação nos empresários de Sant’Ana do Livramento. De acordo com representantes da hotelaria, gastronomia e turismo, a queda já chega a 60% e a prorrogação das medidas causa mais preocupação.

Raed Shweiki (Foto: Cedida/AP)

O presidente do setorial dos free shops brasileiros da Associação Comercial e Industrial de Sant’Ana do Livramento (Acil), Raed Shweiki, afirma que o fechamento ajuda, mas são medidas paliativas, porque, no momento que a população sair de casa, voltará a se contaminar. “A única solução para o problema é a vacinação, que precisa acontecer dos dois lados da fronteira”, afirmou.
Desde a semana passada, dois encontros por videoconferência organizados pelo deputado Frederico Antunes (PP) buscaram uma forma de cooperação que permita a doação ou empréstimo de doses de vacinas excedentes no Uruguai para imunizar quem vive em Livramento.
“Nós somos conscientes da situação desse vírus, que já levou milhares de vidas de cidadãos brasileiros e uruguaios. A prorrogação do fechamento das lojas francas nos causa preocupação, porque além do problema de saúde, acarreta em problema financeiro também”, explicou Raed Shweiki.

João Gabriel Hillal (Foto: Cedida/AP)

QUEDA DOS TURISTAS

O CEO do parque termal Amsterland, João Gabriel Hillal, avalia a situação com tristeza. “O turismo vem sofrendo desde o início da pandemia. Isso tem prejudicado diretamente os nossos hotéis, gastronomia, nosso parque termal, nós estamos aguardando uma solução”, questiona.
Somente o Amsterland já recebeu mais de R$ 30 milhões de investimentos, e os investidores estão aguardando que o turismo volte a trabalhar para que possam fazer mais R$ 70 milhões de investimento em dois hotéis, um shopping e um condomínio junto ao parque.