seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Entenda como é feita a distribuição de cestas básicas

A secretária de Assistência e Inclusão Social, Gabriele Fernandes, anunciou, nesta segunda-feira (26), que novas entregas de cestas básicas acontecerão na cidade no decorrer da semana.
(Foto: Matias Moura/AP)

Para receber as cestas básicas, existem alguns requisitos como renda per-capta familiar de, no mínimo, R$89 e, no máximo, R$180, ter crianças em casa ou fazer parte dos programas de governo.

“Muitas vezes estas pessoas que nos procuram para fazer o Cadastro Único elas já se cadastram no Bolsa Família, então são famílias realmente de baixa renda”, comentou a secretária Gabriele.

Os munícipes devem comparecer a secretária de Assistência Social, já os que moram nos bairros Armour, Wilson e Simão Bolívar podem comparecer ao Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Armour, levando CPF, carteira de identidade e comprovante de residência e deve ser realizado o Cadastro Único (CadÚnico). “No dia depois a pessoa já está apta a receber a cesta básica”, afirmou Gabriele.

 

TELEFONES

De acordo com a secretária Gabriele Fernandes, existe um grande volume de reclamações referente aos contatos por telefone com a Secretaria como também com os outros Cras. Segundo ela, o fato do telefone ser institucional ele não dá sinal de ocupado, o que faz parecer que eles não estão sendo atendidos. As pessoas que não conseguirem atendimento por telefone podem comparecer a secretaria que serão atendidos de forma presencial. O telefone do Cras Prado é 3968-1034, o Cras Armour é 3968-1033, já o Creas o número é 3968-1037, todos eles atendendo das 8 horas às 14 horas.

“Sobre os telefones já trocamos a central que é prestadora do serviço, agora estamos esperando servidora da internet para que possamos realizar este serviço. Estamos providenciando a compra de celulares para os Cras e Creas para que não tenha mais congestionamento nessa linha para que as pessoas possam chegar e ter o contato que precisam com estas instituições”, comentou.