seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Estar vivo é um privilégio

Gilberto Jasper
Jornalista/[email protected]

Reclamar da vida tornou-se esporte nacional. As vicissitudes do momento exacerbaram nosso sentimento de fragilidade. Sucumbir ao pessimismo é difícil diante do massacre das notícias funestas, da escassez de histórias de recuperação. Parece que o mundo tornou-se um lugar para morrer. E não para viver.
O confinamento impôs a busca de estímulos para driblar o pessimismo, a depressão. É comum, diante de um quadro de doença, que façamos um balanço da vida. O grau de realismo da análise depende da gravidade da moléstia
Desde a adolescência me inspiro com a expressão herdada de um colega de trabalho:
– Olha sempre “para baixo”, para quem tem pouco. A tendência é olhar para quem tem mais dinheiro, fama, facilidades e uma vida que parece muito melhor que a tua – ensinava.
Repito aos meus filhos, adultos jovens, para mostrar que é possível melhorar, conquistar mais bens materiais que permitem conforto, segurança e a possibilidade de um futuro mais tranquilo. Mas sem ignorar o que temos hoje.
Diariamente agradeço pelos filhos, Eles me fazem acordar cedo para descobrir motivação de seguir adiante. Enalteço os amigos que “alguém lá de cima” colocou no meu caminho porque são apoio em momentos difíceis.
Profissionalmente ocupei inúmeras funções que permitiram privar do convívio com homens públicos que contrariam a generalização injusta atual. Eram íntegros, decentes. Viajei Rio Grande afora, visitei Estados e o Mercosul. Conheci gente que faz das dificuldades o combustível para sobreviver.
Reclamar é da índole do brasileiro. “Olhar para baixo”, observando quem tem menos não é conformismo ingênuo. É enxergar nos menos aquinhoados a inspiração para descobrir, afinal, qual é o segredo para superar problemas, é um laboratório de sobrevivência.
A solidariedade que aflora espontaneamente comprova que a virtude é o caminho da superação. Ignore os “tramposos”. Aqueles que exploram crianças nas sinaleiras ou quem desvia dinheiro público para outros fins que não o combate à pandemia.
Foque em quem olha para frente e para cima. Naqueles que acreditam que estar vivo é uma dádiva. Não é filosofia piegas. É valorizar o que temos em detrimento daquilo que gostaríamos de ter. Temos muito!

Em reunião com governador, Lorenzoni questiona impacto de plano que vai aumentar salário do funcionalismo

O líder da bancada do PL, Rodrigo Lorenzoni, acompanhado do deputado Claudio Tatsh, esteve reunido com o governador Eduardo Leite e secretários de Estado na tarde desta segunda-feira (15). A pauta do encontro foi o plano Reconstrução do Rio Grande – Estratégia de Pessoal, já apresentado a deputados da base, a entidades e a parlamentares do PT, PSOL e PCdoB

Associação dos consórcios públicos gaúcho visita o presidente do TCE-RS

O presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS), conselheiro Marco Peixoto, recebeu esta tarde (15) a visita da diretoria da Associação dos Consórcios Públicos (AGCONP). Também estiveram na reunião representantes de 19 associações. Durante o encontro, as entidades agradeceram e destacaram a importância da atuação do Tribunal na garantia da aplicação correta dos recursos públicos. O presidente Marco Peixoto