seg, 22 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital l 20 e 21.07.24
Aplateia Digital l 20 e 21.07.24

Última Edição

Albergue Municipal reabre após uma semana interditado por caso positivo de Covid-19

Além do paciente, um senhor de 70 anos, uma família de venezuelanos realizou o isolamento no local

O Albergue Municipal completou, na sexta-feira (26), uma semana de portas fechadas. A medida foi adotada pela secretária de assistência social, Gabriele Fernandes, após um dos albergados testar positivo para Covid-19. A contraprova do exame chegou com resultado negativo neste dia 26. Desta forma, a Secretária anunciou a reabertura do espaço.
Com a capacidade total de acolhimento ampliada para 24 pessoas, o albergue opera com metade das vagas disponíveis em virtude da pandemia. Contando os seis albergados que já estão no local, restam seis vagas.
A decisão de reabrir assim que o resultado chegou foi tomada por Gabriele visando a previsão de fortes chuvas para este final de semana. Desta forma, com o albergue em funcionamento novamente, essa parcela da comunidade que está em situação de rua pode contar com um refúgio no mau tempo.

O CASO

O paciente, um idoso de 70 anos, foi testado junto com um grupo de idosos que seria transferido para um novo abrigo em Rosário do Sul. Como é de praxe, as instituições só admitem novos usuários com a apresentação dos testes negativos para a doença. Entretanto, o idoso foi o único do grupo a testar positivo, o que impossibilitou sua transferência. Colaboradores e demais albergados foram testados e não tiveram a doença diagnosticada.
Desta forma, a Secretária resolveu interditar a unidade e manter apenas um pequeno grupo de pessoas no local. “Estão sendo tomados todos os cuidados com os albergados. Inclusive uma família de venezuelanos, que tem uma criança e que estavam na rua e nós não podíamos deixá-los na rua, eles estão isolados também”, explicou.
Os demais usuários do espaço foram avisados de que o espaço estaria fechado, pelo menos até a segunda-feira (22), data em que seria disponibilizado a contraprova do exame do paciente, o que não aconteceu. O idoso passa bem e não precisou de atendimento médico especializado.