seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Retorno às aulas nas escolas particulares de Sant’Ana do Livramento

Nesta semana, o retorno presencial foi gradual para o Ensino Infantil, Fundamental e Médio

Na segunda-feira (22), as escolas particulares de Sant’Ana do Livramento iniciaram as aulas de forma gradual obedecendo aos protocolos de segurança contra a Covid-19. A capacidade de alunos no ensino presencial foi definida de acordo com o distanciamento de no mínimo um metro entre os estudantes dentro e fora da sala de aula.
A diretora geral do Colégio Santa Teresa de Jesus, Bruna Prates Bittencourt Braz, salienta que só foi possível a reestruturação e a readaptação dos alunos devido à parceria significativa entre a escola e os pais. “Além da necessidade de adequação às regras de protocolo, vamos juntos reaprender a conviver em meio à pandemia”, afirma Bruna.
Ainda durante a semana, a escola recebeu 400 alunos desde o Ensino Infantil até o Ensino Médio divididos em dois turnos. Os alunos que permaneceram em casa, assistiram as aulas de forma simultânea pela plataforma online Microsoft Teams.
Com a suspensão da cogestão no modelo do distanciamento controlado, o Estado do Rio Grande do Sul passou a ser regido pela bandeira preta. O decreto permite ensino presencial apenas para escolas de Ensino Infantil e turmas de 1º e 2º ano do Ensino Fundamental. O restante dos anos escolares, assim como Ensino Superior, só podem funcionar de forma remota pela orientação do Governo do Estado.
A Direção do Colégio Santa Teresa de Jesus emitiu comunicado oficial informando que continuará as aulas presenciais para Ensino Infantil e turmas de 1º e 2º ano do Ensino Fundamental respeitando os protocolos conforme já realizado nessa semana.

Ensino Superior

A Universidade da Região da Campanha (URCAMP) informou em comunicado oficial que as aulas iniciaram de forma remota em 22 de fevereiro, com previsão de retorno da forma híbrida escalonada a partir de 29 de março.

 

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de