seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Bateria realiza o primeiro disparo real com o Míssil RBS 70

A 2ª Bateria de Artilharia Antiaérea (2ª Bia AAAe) participou da Operação Sagitta Primus II, coordenada pelo General de Brigada Alexandre de Almeida Porto, Comandante da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea (1ª Bda AAAe), no campo de instrução de Formosa, interior goiano. Trata-se do maior exercício de adestramento da artilharia antiaérea do Exército Brasileiro, reunindo as unidades e subunidades dessa natureza, para a execução de tiro real com todo o armamento antiaéreo da Força.
A atividade, realizada na semana passada, teve por finalidade adestrar as organizações militares no emprego dos materiais militares adquiridos e entregues pelo Projeto Estratégico do Exército Defesa Antiaérea. Na oportunidade, o 3º Sargento Pablo Micael Dantas Brasil realizou o primeiro disparo real da 2ª Bia AAAe com o Míssil RBS 70, material recebido no corrente ano, destruindo completamente o alvo aéreo.
Durante o exercício, os militares da 2ª Bia AAAe puderam trocar experiências profissionais e conhecer os materiais de emprego de outras unidades na defesa antiaérea, como a VBC AAe GEPARD com canhões 35mm, os canhões 40mm BOFORS, e os mísseis IGLA-S, RBS 70 e RBS 70 NG.

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de