seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Marcos Costa recebe status de atleta de elite nos Estados Unidos

Atleta com as medalhas da posição na geral, categoria e participação

Mais do que o sexto lugar na geral, o tempo de 2h48min33seg nos 42 kms, 159m da Rock N Roll Marathon, o fundista Marcos Costa trouxe na bagagem dos Estados Unidos, algo que muitos atletas de ponta levam anos para conquistar na América, prestígio. Ele que foi o representante brasileiro e gaúcho na prova realizada em San Antonio, no Texas, voltou maravilhado com o tratamento que recebeu dos organizadores. Na sua terceira maratona nos Estados Unidos o atleta já recebeu tratamento de maratonista de elite.“ Foi algo inesquecível para mim como atleta, pois ter conseguido uma vaga para largar na elite por mérito em um evento de nível mundial foi uma baita conquista. Quando cheguei na largada o organizador me chamou e me tratou super bem, coisa que jamais tinha acontecido comigo. Tive lugar de destaque na largada, não só conheci grandes atletas como larguei ao lado deles” disse.

A Prova:

Marcos usou a estratégia de não largar em ritmo forte e correu quase toma a prova entre os 5 melhores, perdendo uma posição no final. “Nos 21 quilômetros a prova era perfeita, num percurso plano e na sombra e com muitas pessoas torcendo,inclusive um memorial com mais de 2000 mil fotos de soldados mortos na guerra. Nessa hora foi de se emocionar, junto da foto tinha uma bandeira e uma pessoa aplaudindo algo inesquecível. Larguei em ritmo fraco para apertar no final, só que quando completou o Km 19, os atletas da meia Maratona e Maratona se separaram, então me dei conta que estava em quinto lugar e longe dos quatro primeiros.
Marcos aumentou o ritmo para tentar uma aproximação e ainda brigar por algo melhor na prova. “Me aproximei deles, só que a segunda metade da prova era um percurso cheio de subidas vento contra e uma prova solitária sem pessoas torcendo.
Mesmo sim lutei muito e paguei um preço nos últimos quilômetros e perdi uma posição nos últimos metros. Mesmo assim sai feliz muito feliz da prova, primeiro por que só de chegar até lá foi uma baita Vitória. Em segundo pela colocação , sexto lugar geral e terceiro na categoria em uma prova com milhares de pessoas”.
No final o organizador cumprimentou o santanense relembrando o percurso complexo e traiçoeiro que a prova apresenta.
Marcos encerra um ano glorioso, com segundo lugar na San Fernando (Uruguai), terceiro na Meia Maratona da Palestina, sexto na Maratona de Rosário (Argentina) e sexto em San Antonio. Por isso sempre deixo esta mensagem as pessoas.Quando sonhamos precisamos ter fé, estratégia e persistência para realiza-los. Porque se não o sonho se torna um pesadelo” acrescentou..
O atleta agora descansa e passa a planejar o próximo desafio internacional em 2019 e reforça o agradecimentos aos patrocinadores masters, Barão Free Shop e Righi Supermercados os demais patrocinadores, Cabanha Santa Filomena e Zona Franca Calçados. Ele não esquece o apoio de; Riscalli Corretora de Seguros, Delivery Much, Confor tHotel, Sétimo Nocchi, El Borrego, Unimed, Vidraçaria Carrose,
Augusto Leonel Fernadez,Sul Frangos, Macro Veste Bem, Coisa Nossa, Pedro Osorio, Duda Pinto, Calico Grosilia, Paulo Labarthe, João Chima, Lisandra Ingletto Vettoretti e Oscar Mario Betancourt e o treinador Luiz Antonio (Luasa) e todos que ajudaram de forma anônima.

Atleta com as medalhas da posição na geral, categoria e participação

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de