qui, 18 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Policia Civil desencadeia operação contra o abigeato no Itaquatiá

Durante a ação que contou com o apoio da Brigada Militar e da Inspetoria Veterinária foram localizados 30 bois furtados em uma propriedade e um homem foi preso em flagrante

Livramento uma grande operação contra o abigeato na região do Itaquatiá. Na manhã de terça-feira m(30) , depois de quase oito meses de investigação Policias Civis e da Brigada Militar juntamente com uma equipe da Inspetoria Veterinária do município cumpriram mandados de busca e apreensão na região do Itaquatiá , sendo inspecionados em torno de 260 animais. Na ocasião houve a prisão em flagrante de A.L.G.C, em cuja propriedade foram apreendidos em torno de trinta animais que apresentavam irregularidades, dos quais sete animais estavam com marca e/ou sinal adulterado. Também foi apreendida uma espingarda sem registro.
O indivíduo foi autuado pelos crimes de receptação de semoventes e posse irregular de arma de fogo e, após os procedimentos de praxe, foi encaminhado ao presídio à disposição do Judiciário.
Segundo a Delegada Giovana Muller que coordenou a operação, as investigações iniciaram ainda no início do ano quando as primeiras denunciais de que indivíduos estariam realizando a venda de animais suspeitos. “ Na região do Itaquatiá , há tempos a gente vem trabalhando para conseguir elementos para cumprir alguns mandados de busca e apreensão , porque é uma região onde tem muito furto de animais. E desde o início deste ano nós conseguimos, tanto a Polícia Civil quanto a Brigada Militar, recuperar lá animais que haviam sido furtados e vendidos novamente e que estavam na posse de outros proprietários rurais daquela região. A partir da identificação dos furtos através dos registros de ocorrência nós conseguimos juntar todos os elementos e realizar essa grande operação em duas propriedades rurais daquela região. Em uma delas se constatou que os animais apresentavam diversas irregularidades como sinal e marca adulterados e por conta disso um dos envolvidos foi autuado em flagrante porque os animais notadamente era de origem ilícita” destaca.

Modus Operandi dos abigeatários

Segundo as investigações da polícia civil o esquema criminoso funcionava da seguinte maneira, os animais eram furtados em propriedades do município e remarcados com uma marca diferente e posteriormente providenciada uma documentação para “esquentar” os animais. “Eles inclusive conseguiam uma documentação para tentar “legalizar” esses animais que eram fruto de negócio escuso. Por isso fica o nosso alerta para as pessoas que compram gado, evitem comprar animais que estejam com sinais de adulteração na marca e no sinal, o simples fato de apresentar uma GTA ou uma nota fiscal a gente tem como verificar se essa compra é fraudulenta ou não, e os envolvidos podem responder por outro crime que é falsificação documental. É muito importante que se evite comprar animais suspeitos porque a própria pessoa que efetuar a compra também será investigada pelo crime de receptação. É um crime grave, bastante difícil de ser combatido em nossa região pela grande extensão territorial e nós precisamos da colaboração de todos. Os produtores, e também os donos de açougues podem nos ajudar denunciando este tipo de pratica criminosa” encerrou.

Quadrilhas bem organizadas 

investigação dos crimes de abigeato, desataca que as quadrilhas que atuam na região são em organizadas possuindo ligações com outros grupos. Já na região do Itaquatiá onde aconteceu a operação desta semana, o crime vem ocorrendo há vários anos trazendo grandes prejuízos aos produtores. “Ali nesta região por exemplo existe uma quadrilha bem organizada agindo, e desde o início do ano nós estávamos investigando e com o levantamento de dados que nós fizemos conseguimos chegar a uma prisão. A questão aqui do abigeato em Livramento é bastante complicada, porque existem várias regiões com incidência deste tipo de crime. Não é uma coisa especifica de cada região. Esses criminosos estão cada vez mais organizados, e eles conseguem até “legalizar” esses animais para retirar do município e até mesmo enviar para o abate.

Toda a informação é bem-vinda

O inspetor alerta os produtores sobre a importância do registro correto da ocorrência que deve ter o máximo de informações possíveis para facilitar o trabalho investigativo. “A gente sempre orienta que as pessoas nos procurem para passar informações, as vezes a gente fica sabendo de um determinado delito um tempo bem depois que ele acontece e isso dificulta o nosso trabalho. Por isso nós orientamos as pessoas a fazer o registro da ocorrência e também comparecer na Delegacia na Rua Silveira Martins e nos procurar no setor de abigeato” encerra.

Homem foi preso por envolvimento por furto de animais naquela região (Foto: Polícia Civil/ Cedida)

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem