seg, 17 de junho de 2024

Variedades Digital | 15 e 16.06.24

Mais de 3 mil cavaleiros na Andradas

Desfile Farroupilha de 20 de Setembro leva tradicionalistas da Fronteira para o centro da cidade

“Um bandeirão floreando ao vento e a gauchada desfilando em Livramento” Os versos bem escritos do poeta santanense Anomar Danúbio Vieira na sua “ Pajada Festa Gaúcha” retratam bem a cena dos gaúchos e gaúchas de todos os rincões de Santana do Livramento que a cada ano demostram seu amor pela tradição no maior Desfile Farroupilha do estado. Neste ano, mais uma vez quem foi até a Rua dos Andradas podem ver um belo desfile, tanto na organização quanto nas pilchas , aperos e adereços das entidades tradicionalistas . É o campo encontrando a cidade para juntos celebrarem as nossas raízes gaúchas assim como sempre lutou o santanense Paixão Cortes que nos deixou em agosto desde ano e foi fazer cultura lá pelo galpões da eternidade.
Muito mais que apenas um desfile de cavalarianos, Livramento, pode se orgulhar da sua gente gaúcha que mantém a chama da tradição viva e ardente dentro do peito, repassando de geração em geração o legado dos nossos antepassados. Famílias inteiras, desde crianças de colo aos mais velhos já de cabelos brancos. Do peão de estância que vive está cultura diariamente em seu labor no interior do município, conhecedor da lida campeira e deste legado ancestral, ao mais urbano dos “setembrinos” que mesmo em meio a cidade busca a sua maneira cultuar essa tradição comprando pilchas e alugando um cavalo para desfilar em Livramento.
As prendas com suas saias rodadas e vestidos floridos esbanjando sorrisos, e os peões com laços nos tentos e o pé firme no estribo entre acenos e gritos eufóricos vão cruzando a tradicional Rua dos Andradas deixando para trás um sentimento de gauchismo que fica timbrado na alma da gente.
Sim, estamos cruzando mais um Setembro. Mais uma Semana Farroupilha se passou e um certo Paixão foi embora manter viva a tradição em outros pagos, mas ficamos com a certeza de que todo o seu legado de gaúchos segue vivo pulsando dentro de nós.

“ O meu redomão se arrasta, logo que passa o “Colombo”
Tenteando me dar um tombo se plancha no “Comercial”
Monto de novo, pachola, na esquina da “Casa Verde”
E vou reboleando o pala até o “Parque Internacional”.
( Anomar Danúbio Vieira )

Por: Matias Moura – contatomatiasmoura@hotmail.com

Solidariedade em prol do RS

Chegamos aos 80 mil Nessa jornada todos foram extremamente importantes. Nós, voluntários, queremos continuar. As doações pararam… estamos praticamente sem recurso financeiro para compra dos insumos. Estamos com novo pix,  Leda 51998075161 Nos ajuda a ajudar os outros. Obrigada Turma do Cachorro Quente menos