dom, 26 de setembro de 2021

Aplateia Digital - 25/09/21

Última Edição

Bastidores – Questões de fronteira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O presidente da Comissão Permanente do Mercosul e Assuntos Internacionais da Assembleia Legislativa, deputado Issur Koch, garantiu apoio a encaminhamentos feitos por autoridades de Livramento e Rivera a respeito de situações cotidianas que acabam atrapalhando a qualidade de vida da população. O Deputado veio a Livramento na quinta-feira e esteve reunido com o vereador Duda Amaral, conversando a respeito das tratativas para viabilizar a proposta do progressista sobre a disponibilização da sobra de vacinas em Rivera para acelerar a imunização também no lado brasileiro da fronteira, além de outras pautas relacionadas ao cotidiano da população.

Representação

Lideranças setoriais de Livramento vêm entabulando conversações visando concretizar um antigo sonho da comunidade santanense: fortalecer a presença e influência de Sant’Ana do Livramento junto às instâncias de poder e decisão do Estado e da União. Isso passa, inegavelmente, pela eleição de representantes com vínculos efetivos e comprometimento direto com as causas locais. O médico e ex-presidente do DEM, Dr. Vânius D’Ávila, confirmou nesta sexta-feira que tem discutido essa pauta com várias lideranças locais, entre as quais o presidente da ACIL e CDL, empresário Roberto Fervenza.

Verba de custeio

O vereador Maurício “Galo” Del Fabro confirmou nesta sexta-feira, em contato com o deputado federal Jerônimo Goergen (foto), a liberação de mais R$ 250 mil em recursos do Orçamento da União para ajudar o Município a enfrentar as graves dificuldades financeiras agravadas, nos últimos tempos, pela pandemia da Covid-19. Ele adiantou que a verba já deve cair na conta da Prefeitura em breve e, ao contrário de outras emendas, que possuem direcionamento específico, esse valor é para reforçar o caixa e tem livre aplicação, podendo ser utilizado para o pagamento de despesas da Administração em diferentes áreas de atendimento da populaçaõ santanense.

CPI no forno

O pedido de instalação de uma CPI para esclarecer dúvidas a respeito da ocupação das casas do projeto habitacional Manoela, da Cooperativa Inovar, vai ter que esperar o retorno do procurador jurídico da Câmara de Vereadores, Christiano Fagundes da Silva. O Procurador, que goza alguns dias de férias, precisa dar parecer a respeito do encaminhamento do pedido, apresentado pelo vereador Felipe Torres. Esse prazo também está sendo aproveitado para acelerar os trabalhos da CPI dos Alimentos, que apura supostas irregularidades na distribuição de alimentos pela Prefeitura. Com número de servidores efetivos limitado em razão da pandemia, a Câmara está com pouca gente para as tarefas burocráticas necessárias para acompanhar e organizar as investigações parlamentares.

Sem aumento

O PSOL vem acompanhando a questão do aumento do valor da passagem de ônibus em Livramento e já manifestou disposição de recorrer à Justiça para tentar reverter o aumento dado pelo Executivo. O partido considera o reajuste injusto no atual momento e incompatível com a qualidade do serviço oferecido à comunidade. Caso a denúncia noticiada pelo presidente da Câmara, Enrique Civeira, não seja levada adiante, o PSL vai pedir a anulação do decreto de aumento na Justiça, segundo Rogério Benitez, da direção estadual do partido.

Lixeiras criativas

O gestor público e ativista comunitário Hermes Garcia, que dedica voluntariamente parte de seu tempo a trabalho de limpeza, recuperação e melhoria em praças e logradouros, iniciou a instalação de lixeiras na praça da Caixa D’Água do Wilson. Utiliza latas de tinta vazias e está buscando doações de tinta para pintar as “lixeiras”.

A palavra é Cooperação

A necessidade de que a comunidade passe de fato a acreditar em seu potencial e agir de maneira convergente para transformar seus anseios e sonhos em realidade é pauta do ativista cultural e fotógrafo Rogério Bras nos espaços que ocupa nas redes sociais e na coluna que ele assina na revista Acontece+, de circulação regional na Fronteira Oeste. “Acredito em pessoas, em ideias e em cooperação”, resume.
Um dos criadores do cursinho Pampeano, oferecido gratuitamente para alunos carentes na Unipampa, Rogério Bras defende a colaboração entre os cidadãos santanenses como instrumento para o desenvolvimento coletivo. “Acho que isso poderia ser um grande estímulo pra população em tempos de pandemia: Acreditar! Em ideias, em pessoas, em cooperação… acreditar!”, escreveu.

Saldo para a caçamba

O vereador Felipe Torres também recebeu a confirmação de um outro importante recurso para Livramento através do gabinete do deputado Bibo Nunes. Segundo ele, serão mais R$ 250 mil, que chegarão nos próximos dias para complementar uma verba de igual valor já disponibilizado para a aquisição de um caminhão caçamba para o parque de máquinas municipal. O veículo é avaliado em cerca de R$ 450 mil e já contava com R$ 250 mil disponibilizados pelo próprio Bibo. Os R$ 250 mil liberados agora vão complementar o valor e viabilizar a aquisição do veículo pelo Executivo.

Novas empresas

O vereador Felipe Torres informa que espera ter novidades, em breve, na área da geração de empregos e renda no município. Sem adiantar detalhes, disse que tem tido conversas bem promissoras com duas grandes empresas, uma do ramo frigorífico – que poderá gerar até 50 empregos diretos em um primeiro momento, com abate e beneficiamento de carnes bovina e ovina – e outra para a produção e engarrafamento de água mineral e refrigerantes. A ideia é que essas empresas venham a se instalar em Livramento e, segundo ele, a possibilidade de isso acontecer é bem concreta.

O ano da Califórnia

Este é o ano oficial do Nativismo Gaúcho, declarado por Lei aprovada pela Assembleia Legislativa esta semana. A Lei, de autoria do deputado Frederico Antunes, comemora o 50º aniversário da primeira edição da Califórnia da Canção, o festival pioneiro dos grandes eventos da música gaúcha. Frederico já havia proposto ao ex-governador Germano Rigotto, em 2004, que enviasse à Assembleia uma proposição para transformar a Califórnia da Canção em Patrimônio Cultural do estado do Rio Grande do Sul. Agora, através do Projeto 50 Anos de Nativismo, a Assembleia Legislativa e o Theatro São Pedro promoverão ações para celebrar e refletir sobre meio século de produção artística e cultural com temática gaúcha. Serão três noites de espetáculos no Theatro São Pedro, a primeira com apresentação das canções que marcaram a história da Califórnia da Canção do Rio Grande do Sul.