dom, 26 de setembro de 2021

Aplateia Digital - 25/09/21

Última Edição

Atleta santanense participará da competição Troféu Brasil

Nidgie da Silva competirá pela segunda vez no campeonato
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O atleta santanense Nidgie da Silva, 31 anos, participará pela segunda vez da competição de corrida Troféu Brasil, que será realizada em junho, na cidade de São Paulo. Atualmente, ele faz parte do Clube Noroeste Runners, onde é treinado pela Carol de Ávila e representará Sant’Ana do Livramento.
Nidgie contou que, em 2019, obteve seus melhores resultados de sua carreira como fundista, quando participou de um treinamento na cidade de Taubaté/SP, onde ficou 43 dias treinando, com o objetivo de ganhar a Meia Maratona de Punta del Este/UY, o que aconteceu, Nidgie se tornou o primeiro brasileiro a ganhar a competição.
Uma semana após concluir o treinamento, o atleta retornou ao Estado e venceu a prova Meia Maratona Internacional de Uruguaiana, onde fez sua maior marca, prova essa que era vencida há seis anos consecutivos pelo mesmo atleta. Nidgie relatou que já foi cinco vezes campeão gaúcho de corrida de rua.
Alçando novos voos, no Rio de Janeiro, entre 50 mil participantes, o santanense ficou com a 9ª colocação. Já em São Paulo com 14 mil, foi o 14° colocado.
Nidgie comentou que o seu principal obstáculo foi a pandemia. Ele estava treinando para a Maratona de São Paulo de 2020, que aconteceria em abril, mas foi comunicado que não seria realizada em decorrência do coronavírus. O atleta fundista destacou que ficou emocionalmente abalado, mas que por apoio de familiares, amigos, colegas e treinadores decidiu continuar e participar da competição esse ano. “Antes da pandemia eu cheguei a 33km no meu treino mais longo, foi quando eu recebi a notícia de que a maratona havia sido cancelada. Eu, assim como o mundo, fui freado pela pandemia. Quase entrei em depressão, mas estou trabalhando a minha mente”, conta ele.
Nigdie hoje prepara desde atletas que querem se tornar profissionais até pessoas que buscam, no exercício, uma forma de bem-estar. “Embora eu tenha a minha empresa, eu escolhi para minha profissão ser atleta profissional “, finalizou Nigdie.