PF utilizará drones para fiscalizar irregularidades no dia das eleições

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Neste domingo (15), mais um pleito municipal se aproxima. Mesmo em meio à uma pandemia, um grande número de pessoas é esperado em diversos pontos de Sant’Ana do Livramento. Além dos cuidados sanitários contra o Coronavírus, uma grande operação de repressão a crimes eleitorais está prevista pela Polícia Federal (PF). O foco da ação é coibir crimes como boca de urna, compra de votos e transporte irregular de eleitores.
Para isso, além do efetivo, a PF conta com mais um grande aliado, a vigilância através de drones. De acordo com a Superintendência do órgão, ao todo, mais de cem aeronaves não tripuladas serão empregadas nesta ação em diferentes cidades do País. Através da fiscalização por via aérea, será possível identificar pessoas, veículos e até compra de votos.
Ainda segundo a PF, os drones utilizados possuem câmeras de alta resolução, capazes de realizar fotos e vídeos. Com o apoio das aeronaves, será possível evitar abordagens desnecessárias presencialmente, desta forma reduzindo a exposição dos agentes, bem como coletar provas de maneira discreta. O órgão trabalhará em conjunto com a Justiça Eleitoral e também com o Ministério Público na fiscalização de denúncias repassadas.
Sobre o método de atuação, Juliano Tabajara, responsável pelo setor de comunicação social da Superintendência Regional do Rio Grande do Sul explica: “É feito um estudo, uma avaliação das principais zonas eleitorais, dos principais locais. Eventualmente, se houver alguma informação de inteligência, isso será aproveitado”. No último dia 27 de outubro, os agentes de Sant’Ana do Livramento realizaram um treinamento com as aeronaves que teve como cenário as instalações do antigo frigorífico Swift Armour, onde receberam instruções e colocaram em prática os ensinamentos.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies