Torcedora do Internacional mantém acervo de notícias sobre o clube

Dona Iara busca por outro torcedor para guardar as publicações
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

De baixa estatura, mas com uma alegria enorme, aos 87 anos de idade, Iara Machado é detentora de um dos maiores acervos de notícias e revistas sobre o Sport Club Internacional (SCI) da cidade e talvez do Estado. A grandeza do material não se resume apenas à quantidade de encartados, mas também pela sua importância. Além de matérias sobre o dia a dia do clube e resultados de jogos, a coleção traz as páginas dos principais periódicos do Rio Grande do Sul com edições comemorativas de grandes títulos do Colorado.

Entretanto, após todos esses anos apoiando e acompanhando o time, dona Iara sente que é hora de passar o material aos cuidados de outro torcedor. “Agora ou depois eu morro e vai ir tudo fora”. Mas não é para qualquer um. Dona Iara diz que o próximo curador do acervo deve ser tão aficionado quanto ela. “Tem que ser colorado mesmo. Torcer e acompanhar quando o time está bem e quando está mal. Quando está mal, principalmente. É como um amigo, não é só nas boas”.

Como uma legítima torcedora raiz que é, não abre mão de acompanhar os jogos através da televisão e também do radinho de pilha, mas tudo isso sozinha, para não perder nenhum lance e nenhum comentário. A torcedora revela que o gosto por futebol começou cedo, quando, ainda jovem, foi morar próximo ao Swift Armour, onde passou a acompanhar e torcer pelo Armour Futebol Clube. Pouco tempo depois mudou-se para a região metropolitana, mais próximo do Clube do Povo e, desde então, a paixão pelo vermelho e branco só cresceu.

Em suas publicações, que datam desde 1961, Iara guarda notícias dos grandes elencos que já passaram pelo Inter e também a cobertura da inauguração do estádio Beira Rio. Mesmo assim, assistir um jogo no Gigante, como é conhecido entre os torcedores, ainda é um sonho para a colorada. “Eu morei muito tempo em Porto Alegre, até fui na frente do estádio, tirei foto, mas nunca tive condições de entrar e ver um jogo”, lamenta. Para um futuro próximo, após a pandemia, a torcedora espera pela oportunidade de assistir um jogo no estádio junto com seus familiares.

Enquanto esse dia não chega, dona Iara busca por alguém que possa tomar conta de sua coleção e preservá-la da forma mais adequada. Para isso, os interessados devem entrar em contato com Vera, sobrinha da colorada, através do telefone: (55) 9-9148-9733, que também é whatsapp.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies