Abelhas atacam pessoas e animais em propriedade rural na Faxina

Conforme o relato do Corpo de Bombeiros, os insetos estariam em uma árvore quando iniciaram o ataque
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Na última quarta-feira dia 2 de setembro, uma propriedade rural localizada na região da Faxina acabou registrando um ataque de abelhas que levou pânico aos moradores e aos animais que sofreram várias picadas. Segundo informações do Corpo de Bombeiro, por volta das 17h20m a guarnição recebeu um chamado via 193 dando conta do ataque dos insetos e imediatamente os soldados da corporação do quartel do bairro ARMOUR foram deslocados para o local.
Por se tratar de uma propriedade rural, e pelo fato de ter chovido na região, o caminhão dos bombeiros acabou atolando e precisou ser resgatado por um trator da propriedade. Conforme explica o Sargento Emerson Flores, 1º Sargento, comandante do 1º Pelotão de Bombeiros Militares e comandante do 10º Batalhão de Bombeiros Militares. “Houve essa situação como havia chovido e por se tratar de um localidade distante. Mas foi resolvido lá mesmo. Sobre as abelhas, elas estavam em uma árvore pelo que a guarnição me passou. Durante o dia não tem muita coisa que se possa fazer, é deixar as abelhas quietas. Então o que acontece, a gente sempre espera escurecer para remover abelhas ou camotins. Neste caso houve o extermínio dos insetos porque eles estavam atacando as pessoas e os animais” destaca.
Conforme a postagem em um perfil do Facebook, muitas pessoas ficaram feridas e precisaram de atendimento do SAMU, e animais domésticos como cães também foram atacados. Os insetos seriam da espécie abelha africanizada. “A nossa orientação nestes casos é não mexer com elas, deixar o local isolado e se tiver perto da residência manter as portas e janelas fechadas. Se elas não fizeram as cachopas no local ainda, provavelmente, sejam enxames de passagem e eles ficam ali por pouco tempo e depois vão embora. E na área rural tem esse deslocamento de enxames e quando as pessoas se deparam com enxame de abelhas não adiante jogar água, agredir elas ou fazer fumaça no local pois elas podem atacar” disse.
A reportagem conversou também com o apicultor Mario Esteves de Macedo que destacou o fato das abelhas da espécie africanizada serem extremamente agressivas por isso é recomendado todo o cuidado com esses insetos. “Elas são agressivas e atacam pessoas e animais. Assim como elas são muito boas porque produzem o mel e polinizam as plantas, por outro lado elas possuem um instinto muito agressivo. Portanto, o ideal quando constatada a presença desse tipo de abelha em um toco de arvore, ou em uma parede dupla de casa, ou em uma chaminé. Ou em outro lugar próximo do convívio humano ou de animais domésticos, a ideia é chamar o Corpo de Bombeiros para exterminar esses insetos. A abelha é protegida por uma lei federal, mas neste caso existe a autorização para o seu extermínio. Claro, desde que não se consiga fazer a remoção do enxame por um apicultor ou profissional especializado. São insetos muito perigosos e um ataque pode ser mortal” encerrou.

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies