Vereador Leandro Ferreira denuncia falta de EPIs na Secretaria de Assistência Social

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Secretário Binsfield diz que é uma mentira deslavada

Durante a sessão desta quarta-feira (24), na Câmara Municipal de Vereadores de Sant’Ana do Livramento, o vereador Leandro Ferreira (PT) denunciou a falta de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) para alguns servidores do funcionalismo público municipal. Antes de falar, Ferreira disse que preservaria a identidade dos colaboradores que fizeram a denúncia para que não sofressem retaliações.

De acordo com o edil, durante uma rápida visita à Secretaria Municipal de Assistência Social (SMAS), recebeu diversas reclamações de servidores sobre as condições de trabalho. “Macacões deveriam ser descartáveis, mas estão sendo levados para casa para serem lavados pelos funcionários para reutilizá-los, luvas não estão sendo disponibilizadas para esses trabalhadores, álcool em gel, com data de 2016 já vencido, sabe-se lá qual é a eficiência desse importante produto de higienização”, frisou.

Ainda falando sobre a SMAS, Ferreira apontou a existência de um caso de COVID-19 no albergue municipal. “No albergue já foi confirmado um caso positivo e, nesse instante, estariam os servidores na Santa Casa com mais um albergado, com 39 de febre e calafrios, sintomas característicos também do COVID-19, poderá não ser, tomara que não”, ponderou.
Antes de encerrar a sua fala, o vereador disse que tentou contato com o responsável pela pasta, Lauro Binsfield, mas não o encontrou. Ainda assim, cobrou um posicionamento do Executivo para que, segundo ele, os trabalhadores possam estarem seguros e exercer a sua função de forma adequada.

Em relação às denúncias apresentadas pelo vereador, Binsfield diz que a situação é diferente da relatada. “EPI pode não ter reposição diária, mas nunca (os servidores) tiveram tanto EPI como tem hoje. Estão também em processo de aquisição, (no valor de) R$ 33 mil e poucos reais (sic) em EPI”.

O secretário disse ainda que o processo de compra de novos equipamentos já está na fase final. “Nós estamos com o processo concluído para a aquisição […] mas tá em falta em tudo que é lugar, não se consegue de uma hora para outra. Esse dinheiro para EPI não é de hoje, ele tem dois meses, e eu estou na secretaria há duas semanas”, pontua.
Sobre as demais denúncias apresentadas por Ferreira, Binsfield foi enfático ao expressar a sua opinião. “A terceira denúncia é a mais absurda em relação a alguém que frequenta o albergue ter COVID-19. Isso é uma mentira deslavada porque estamos integrados com a vigilância sanitária, com a (Secretaria Municipal de) Saúde”.

O secretário de assistência social ainda atribuiu as declarações ao ano eleitoral. “Eu não sou candidato a anda e não aceito que ninguém se promova em cima da minha secretaria”.

Murilo Alves
muriloalves@jornalaplateia.com

 

Vândalos apedrejam trator da desinfecção

As ações de desinfecção das ruas continuam sendo realizadas pelo poder público municipal. Na noite desta quinta-feira (9), por volta das 20h40, enquanto cobriam o