Plano Binacional é anunciado em solenidade no Parque Internacional

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A manhã de quinta-feira, dia 14, ficou marcada pelo anúncio do Programa Binacional de Conscientização e Prevenção ao Coronavírus (COVID-19). Tendo como palco o Parque Internacional, a ação reuniu autoridades brasileiras e uruguaias que abordaram as ações e medidas que devem ser adotadas em ambos os lados da fronteira nesta nova etapa do combate à doença.
Durante a apresentação do Programa, a Prefeita Mari Machado (PSB) e a Intendente Departamental de Rivera, Alama Galup, debateram sobre os desafios que ambas as cidades enfrentam.
A representante de Rivera destacou a ampla extensão da faixa de fronteira entre os dois países, o que facilita o grande fluxo de pessoas diariamente.
Já Mari Machado falou sobre a chegada de seis mil testes do COVID-19 que deve acontecer nas próximas semanas. Em um primeiro momento serão testados os profissionais da saúde, os servidores da Santa Casa de Misericórdia da cidade, os agentes da fiscalização e da Vigilância Epidemiológica.
Quem também devem ser testadas são as pessoas que buscaram a telemedicina quando apresentaram alguns sintomas do vírus, mas, devido à falta de exames, apenas foram orientadas a permanecerem em casa. De acordo com o levantamento divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS), esse grupo é formado por mais de 150 pessoas.
Para os próximos meses também estão previstos outros estudos sobre o impacto do Coronavírus em Livramento. A Prefeita afirmou que os dados devem começar a ser coletados em junho e, durante a análise, serão computados dados como idade, região onde mora e possível cadeia de transmissão.
Para facilitar, a cidade será dividida em cinco regiões, sendo Centro 1, Centro 2, Prado, Wilson e Armour. A partir daí, as coletas passam a ser realizadas para que se obtenha uma amostragem precisa da abrangência e da circulação do vírus na cidade.
Do lado brasileiro, também, esteve presente o Secretário Municipal de Saúde, Sérgio Aragon. No lado uruguaio, a bancada era composta ainda pelo Ministro de Saúde Pública, Dr. Julio Daniel Salinas Grecco e o Subsecretário do Ministério de Defesa, Coronel da Reserva Elgue do Campo.
Após as ponderações das autoridades teve início uma coletiva de imprensa que durou em torno de uma hora. O que chamou a atenção de quem passava pelo Parque foi a grande quantidade de pessoas reunidas próximo ao obelisco.
A assessoria de comunicação do Executivo municipal procurou a redação do jornal A Plateia para esclarecer a aglomeração, que é fortemente desaconselhada pelas autoridades mundiais de saúde. De acordo com a equipe, a prefeitura convidou apenas cinco autoridades para prestigiar o anúncio do programa. Ainda segundo a equipe, as demais pessoas que estavam presentes eram convidadas do governo riverense.

PRIMEIRO ÓBITO

Ainda na madrugada desta quinta, Sant’Ana do Livramento registrou o primeiro óbito causado pelo Coronavírus. Em um comunicado oficial, o Executivo municipal informou a população sobre a morte de uma idosa de 71 anos que estava internada na Santa Casa de Misericórdia.
A paciente foi hospitalizada no Centro Hospitalar Santanense (CHS) na segunda-feira (11) com falta de ar e, com a evolução do quadro, foi transferida para a Ala COVID da Santa Casa. A idosa foi testada e o resultado deu positivo. Pouco tempo depois, não resistiu e faleceu na noite de quarta-feira (13).
O comunicado oficial só foi publicado na madrugada de quinta em respeito à família, que ainda não havia sido avisada. De acordo com a Vigilância Epidemiológica, a vítima era portadora de câncer, era hipertensa e havia sido acometida por uma enfisema pulmonar.
Até o fechamento desta edição, Livramento contava com 29 casos positivos de COVID-19, 27 recuperados, um óbito e três exames em análise.

Murilo Alves
muriloalves@jornalaplateia.com