Soldado Quintana é transferida para Santa Maria para realizar a segunda fase de sua recuperação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O outro policial que dirigia o veículo no momento do acidente já teve alta

As imagens do acidente, ocorrido no último sábado (2), chocaram a população santanense por sua gravidade. A cena de uma viatura da Brigada Militar completamente destruída, com seus ocupantes presos às ferragens realmente foi algo que não se apagará das memorias dos populares que estavam no local e também da lembrança dos soldados Trindade e Quintana.
O Soldado Trindade, que era o motorista no momento do acidente, sofreu duas fraturas no mesmo antebraço e precisou de uma intervenção para corrigir o problema. Nesta quarta-feira, ele teve alta e recebeu o carinho de seus irmãos de farda que lhe aguardavam na saída da Santa Casa de Misericórdia.
A Soldado Quintana, infelizmente tem um quadro mais grave pois ficou presa às ferragens no momento do impacto. Ela chegou ao hospital logo após o acidente ainda no meio da tarde de sábado (2), próximo às 16h, seu quadro era grave e apresentava um grande sangramento nas pernas, foi necessário realizar uma transfusão de sangue, aproximadamente duas bolsas foram utilizadas, o que significa quase um litro de sangue. Ela foi encaminhada para o bloco cirúrgico após a parada do sangramento. Quando retornou seu quadro era estável, somente com febre, o que não era um bom indicativo. Os médicos optaram pela realização de uma nova intervenção cirúrgica, com o aval da médica do Hospital da Brigada Militar (HBM), que acompanha o caso. Infelizmente, na cirurgia, foi amputado parte de sua perna direita e após a cirurgia seu quadro estabilizou-se.
Atualmente, ela encontra-se estável e foi transferida para o Hospital de Caridade de Santa Maria na madrugada desta sexta-feira, a ambulância onde se encontrava Quintana foi levada, sob escolta de seus colegas. A transferência utilizando helicóptero foi descartada, pois foi diagnosticado um princípio de inflamação nos pulmões e o transporte iria agravar pela pressão do ar dentro da aeronave. Essa é a segunda etapa da recuperação de Quintana, que após realizar procedimentos em Santa Maria será transferida para a capital, Porto Alegre.

João Victor Montoli
joaovictor@jornalaplateia.com