Polícia Federal desarticula quadrilha que utilizava Livramento como rota de Tráfico

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Criminosos usavam estudantes como “mulas” oferecendo dinheiro para formatura

A Polícia Federal desarticulou organização criminosa que atuava no tráfico internacional utilizando estudantes universitárias para o transporte de drogas. Na quarta-feira (11), dois mandados de prisão preventiva foram cumpridos em Curitiba (PR), onde os chefes da quadrilha se encontravam.
O inquérito policial, instaurado em fevereiro, apurou que o grupo criminoso adquiria maconha no Paraguai para ser distribuída no Uruguai, tendo a Fronteira da Paz como rota de transporte. Há indícios de que a organização tenha transportado mais de duas toneladas da droga entre agosto de 2019 e fevereiro de 2020.

A operação teve como resultado a prisão de cinco pessoas em flagrante no Rio Grande do Sul e no Paraná. Duas apreensões de drogas da organização criminosa foram realizadas pela PRF em Livramento, no dia 22 de setembro de 2019, onde foi realizada uma das maiores apreensões de drogas do ano passado. Foram apreendidos 233,8 kg de maconha que estavam escondidos em fundos falsos de uma caminhonete Amarok com placas da Argentina que chegava à fronteira pela BR 158.O veículo chamou a atenção dos policiais porque estava sendo transportado em cima de um caminhão guincho. Quando os agentes realizaram a abordagem constataram um certo nervosismo da mulher de 45 anos que era condutora do veículo, foi quando por meio de uma revista mais detalhada acabaram encontrando o entorpecente escondido em compartimentos na lataria do veículo, inclusive em baixo da placa de identificação e no painel.

Já no dia 12 de fevereiro foiapreendido cerca de 173 kg de maconha em um veículo na BR-158 em Sant’Ana do Livramento. Durante atividades de fiscalização da operação Rodovida, policiais rodoviários federais abordaram um Volkswagen Gol, alugado com placas de Belo Horizonte que chegava à cidade. Ao vistoriar o interior e o bagageiro do automóvel, encontraram aproximadamente de 173 quilos de maconha, que estavam dentro do veículo, somente coberto por sacolas e roupas.

A condutora do veículo, uma mulher de 24 anos, disse aos policiais que pegou o veículo na cidade de Frederico Westphalen, localizada próximo à divisa do Rio Grande do Sul com o estado de Santa Catarina, mas não soube explicar onde entregaria o entorpecente. Ela foi presa e, assim como a droga e o veículo apreendidos, encaminhada à Polícia Federal onde foi dada a voz de prisão em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, pela semelhança dos casos e as duas mulheres serem de Frederico Westphalen, foi dado início a investigação pela Polícia Federal.
A operação foi denominada Degree em razão de informações que indicam que uma das estudantes universitárias presa utilizaria o dinheiro recebido com o transporte da droga para o pagamento da formatura.

Educação na pandemia

Por: Mariela Perez Elguy – Docente do Senac Santana do Livramento A educação vem sofrendo mudanças significativas nos últimos tempos, levando cada vez mais o

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies