Nicole Carrion apresenta a música “Guria” no palco do Galpão Crioulo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A jovem cantora santanense disse estar muito feliz por participar mais uma vez do programa da RBS TV que vai ao ar neste sábado e domingo

Mais uma vez, o talento dos santanenses estará representado no principal programa televisivo da cultura gaúcha. O Galpão Crioulo, da RBS TV, foi criado há mais de 30 anos pelo saudoso Nico Fagundes para ser um espaço dedicado à arte gaúcha, de divulgação de músicos e cantores e para a valorização da nossa história. O programa já serviu de vitrine para os mais variados artistas da música regional, entre eles muitos santanenses como é o caso da cantora Nicole Carrion, que será uma das atrações neste fim de semana.
Desta vez, a sua participação no programa tem como objetivo divulgar a composição Guria que lhe rendeu o troféu de melhor intérprete da 41ª edição da Califórnia da Canção Nativa, além do segundo lugar com a composição Guria com letra de Jaime Ribeiro e música de Maxsoel Bastos de Freitas.

O programa vai ao ar neste sábado, às 8 horas da manhã, com reprise no domingo, às 6h45min.
“Eu fico muito feliz por poder apresentar a música e que cada vez mais pessoas conheçam essa música que é tão especial para mim. Me acompanharam na gravação Leonardo Schneider, Charlise Bandeira e Juan Winz, time que apresentou a música em dezembro na cidade de Uruguaiana”
Aos 22 anos, e com uma carreia musical com mais de 100 premiações em festivais de música, Nicole Carrion diz não acreditar no momento mágico que tem vivido nos últimos dias desde a conquista na cidade de Uruguaiana, algo que nunca mais sairá da sua memória, pois venceu em um palco que já consagrou os maiores cantores do Estado e de onde saíram verdadeiros clássicos do cancioneiro gaúcho é motivo de grande alegria e felicidade.

O festival, que é considerado o embrião do movimento nativista no Estado, foi criado em 1971 com o objetivo de dar oportunidade aos músicos gaúchos de expressar a sua arte, hoje, 48 anos depois, renasce após alguns anos de dificuldades financeiras, consagrando a nova geração da música regional.
A cantora também comenta a importância deste novo momento da música regional, com a afirmação de novos intérpretes, musicistas e compositores em meio ao cenário que há pouco tempo tinha uma predominância eminentemente masculina. “A “Guria” vem exatamente neste momento que é muito importante não só para a nossa música, mas também para toda a sociedade. O que a gente ouviu das pessoas nos deixou muito felizes, pois, afinal a nossa música veio da fase local e conseguiu conquistar essa premiação em meio a tantos músicos qualificados. Isto nos enche ainda mais de orgulho.

Matias Moura
matiasmoura@jornalaplateia.com

Educação na pandemia

Por: Mariela Perez Elguy – Docente do Senac Santana do Livramento A educação vem sofrendo mudanças significativas nos últimos tempos, levando cada vez mais o

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies