“Herdamos uma dívida de R$ 780 mil com o Sisprem”, afirma novo diretor do DAE

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Recurso teria sido transferido para uma reserva de contingência e a dívida é referente aos dois últimos meses de Ico na Prefeitura

O novo diretor-presidente do Departamento de Água e Esgotos de Sant’Ana do Livramento teve uma grande surpresa ao fazer uma análise nas contas da autarquia municipal. Segundo ele, os recursos que deveriam ter sido repassados ao Sistema de Previdência Municipal (Sisprem) para a quitação da folha bruta dos servidores estava em uma reserva de contingência.
“Quando nós chegamos agora nós herdamos uma dívida de R$ 780 mil com o Sisprem”, afirmou Humberto em entrevista ao Jornal A Plateia.

Os valores correspondem ao recolhimento da contribuição previdenciária de todos os trabalhadores do DAE durante os meses de novembro, dezembro e o 13º salário de 2019.
Humberto não sabe qual seria a destinação dos recursos, inclusive foi questionado se não era para o asfaltamento de ruas. “Eu não poderia confirmar, mas essa reserva está guardada nos cofres do DAE e seria para fins de fazer uma aquisição de um imóvel, que não saiu. Ou seja, deixaram de pagar o Sisprem para fazer essa reserva”, afirmou.

Ele disse já ter começado uma discussão sobre o tema com a prefeita interina e com o secretário de Planejamento, Miguel Pereira. “Eu tenho os documentos prontos para fazer uma suplementação, vou tirar de outros investimentos com, por exemplo, compra de veículos, para fazer o pagamento para o Sisprem”, explicou destacando que a suplementação deve sair da Prefeitura, passar pela Câmara de Vereadores para que a direção do DAE seja autorizada a fazer o pagamento.

Durante as declarações, o diretor-presidente da autarquia foi questionado se o DAE ainda pode ser considerado o “primo rico” da Prefeitura: “pode até ser, mas foi mal-usado”, afirmou.
As mudanças orçamentárias devem ser apresentadas como sugestão à Mari Machado na próxima semana.

Rodrigo Evaldt | rodrigo@jornalaplateia.com

A amante

Por: Fernando Albrecht Anos 1970. Presidente de uma entidade empresarial nomeada agendou reunião com um senador da República. Saiu do aeroporto e foi direto para

Este site utiliza cookies para melhorar o desempenho e entregar uma melhor experiência de navegação para você, além de recomendar conteúdos do seu interesse.
Saiba mais em Política de Privacidade

ACEITAR
Aviso de cookies