Escoamento da produção, volta às aulas e construção de pontes estão na agenda da Secretaria de Agricultura

Ex-secretário de agricultura assume chefia do Departamento de Estradas Rurais

Desde que assumiu a pasta, o secretário da Agricultura Pedro Anibal Goulart Nunes, vem trabalhando junto com sua equipe na tentativa de recuperação do maquinário da secretaria para assim colocar em prática o cronograma de recuperação das estradas rurais que está sendo elaborado em conjunto com os técnicos da SMAPA.

Nesta semana, foi reincorporado à pasta o ex-secretário de agricultura do governo Ico Charopen, Milton César Villagran, que desta vez foi chamado pela prefeita Mari Machado para assumir o Departamento de Estradas Rurais. Segundo Villagran, o conhecimento adquirido durante o tempo que ficou à frente da pasta vai ajudar bastante a equipe na tomada de descrições daqui para a frente.

Já o secretário Pedro Nunes disse que embora as dificuldades financeiras sejam um grande problema, a equipe técnica da secretaria está trabalhando para atacar as estradas e pontos mais críticos das nossas estradas. Neste sentido já foram enviadas, por exemplo, equipes com maquinário para as localidades do Upamaroti, Vila Pampeiro e Santa Rita, que são localidades por onde passa o escoamento de grande parte da produção de soja e arroz do município. “Nós temos um problema com maquinário. Embora o orçamento esteja liberado, existe uma grande dificuldade de comprar as peças, por causa das licitações que demoram em torno de 30 dias, para que a gente possa comprar qualquer tipo de peça para o maquinário. Nós recuperamos aquilo que foi possível, em material de fazer na lubrificação e troca de óleo com alguns filtros que a gente tinha em estoque. E o que a gente podia fazer, foi feito neste maquinário. Estamos muito deficitários em matéria de caminhões, só temos um trabalhando. Nós temos 4 retroescavadeiras, motoniveladoras são duas que estão trabalhando em forma de parceria com os produtores rurais. Uma está na região do Upamaroti e a outra sendo deslocada para a região de Pampeiro e Santa Rita para dar seguimento ao trabalho que está sendo feito lá, de cerca de 24 km”.

Segundo o secretário, essas são ações emergenciais que foram tomadas neste primeiro mês do ano, sendo desenvolvido em parceria com os produtores e agricultores. “Os produtores, por exemplo, estão nos doando combustível, que está sendo devidamente registrado pela nossa secretaria. Aliás, todas as doações que estamos recebendo são catalogadas e feitas as entradas em Termo de Doação. Até porque ainda nós não temos a liberação do combustível, porque havia vencido o contrato com o posto que nos fornecia e até regularizar essa situação vai demorar mais uns 10 dias pelo que recebi. E, enquanto isso, nós vamos utilizando este que é fornecido pelos produtores para terminar essa primeira etapa de recuperação e também, em breve, nós estaremos recebendo as horas/máquinas para poder trabalhar nos pontos críticos para escoamento da nossa produção e preparando as estradas para o retorno das aulas”

O secretário disse ainda que outra demanda prioritária é a construção das pontes, para isso foi contratado mão de obra especializada e também comprado o madeiramento. “Nós já estamos cortando a madeira para construção dessas pontes que estão em estado crítico. Sabendo onde todas elas estão e a sua atual situação. Nós vamos começar o trabalho, nestes locais, na semana que vem com a nossa equipe de pontes.”.

Matias Moura | contatomatiasmoura@hotmail.com

Grupo Aplateia