Peixe com aproximadamente 30 kg é encontrado no Lago Batuva

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A carpa foi retirada da água com as mãos próximo à taipa

Algo inusitado aconteceu, nessa semana, no Parque Municipal do Lago Batuva. Tudo aconteceu minutos antes da equipe do Jornal A Plateia chegar no local para a gravação de uma reportagem: encontrou pescadores indo embora com um peixe de pouco de mais de um metro de comprimento. De acordo com eles, o animal estava perto da margem, devido ao baixo nível do lago. A pesca aconteceu próximo a taipa e, por mais que tenha todos os elementos de uma das famosas “histórias de pescador’’, o animal foi retirado da água sem a ajuda de iscas ou linhas de pesca.
Para a tecnóloga em Aquicultura, Cecília Larruscaim, parece se tratar de um exemplar da raça Hypophthalmichthys Nobilis, popularmente conhecida como carpa-cabeça-grande ou carpa cabeçuda. A profissional comenta ainda que essa espécie, bastante comum em barragens, possui um desenvolvimento muito rápido, o que explica o tamanho do peixe encontrado.
O lago Batuva foi construído nos anos 90, durante a governo do prefeito Glenio Lemos e seu vice, Elifas Simas, que também era secretário de obras. A área foi destinada com o intuito de fornecer uma opção de lazer à população.

Simas revela que, além do Batuva, mais de 50 açudes foram construídos e receberam peixes. “Na época, colocamos alevinos de carpas nessas propriedades, inclusive no Batuva. Não lembro ao certo a quantidade, mas foi uma boa quantidade’’, comenta. Tendo em vista que a expectativa de vida dessa espécie está em torno de 20 anos, é possível que esse animal seja contemporâneo à criação da barragem.
O ex-prefeito ainda falou sobre a atual situação do balneário. “É um patrimônio da cidade e deveria ser melhor cuidado e ter a sua infraestrutura ampliada, com praças, campos de futebol e área de churrasqueiras’’.
Recentemente foi descoberta uma série de infiltrações na taipa da barragem. Segundo a Secretaria Municipal de Planejamento (SMP), as fissuras foram encontradas ao longo da contenção. A situação vem sendo monitorada desde 2015, quando o risco para a estrutura foi detectado, mas ainda de acordo com a SMP, a hipótese de rompimento foi descartada. Mesmo assim, o nível da água foi reduzido como medida preventiva.

PPP do Batuva

Para o futuro, ainda há esperança de que o Batuva ganhe uma nova vida. Isso porque em 2017 empresários de Santa Maria formalizaram junto à Prefeitura a intenção de uma Parceria Público Privada (PPP) para o lago. Os empresários contam que, o interesse em investir em Sant’Ana do Livramento surgiu devido ao potencial do espaço do Lago e da perspectiva de desenvolvimento do município.
O projeto desta PPP já foi revisado pelas autoridades e será entregue oficialmente no próximo dia 30 de dezembro. Na sequência, se aprovado, passa por uma audiência pública e só então tem início o processo licitatório. A previsão da secretaria é de que isso ocorra em março e que as obras comecem efetivamente entre abril e maio de 2020.