“Os criminosos devem pensar 10 vezes antes de quererem cometer crimes nesta fronteira”

O comandante do 2º RPMon falou sobre os assaltos que ocorreram nas últimas semanas e ele garante: “ Brigada está dando uma pronta resposta”

Nas últimas semanas, empresas de Sant’Ana do Livramento sofreram com a ação violenta de criminosos que cometeram assaltos à mão armada. O primeiro fato aconteceu envolvendo uma loja de celulares na Rivadávia Correa onde os assaltantes foram perseguidos e encurralados pela Brigada Militar que conseguiu recuperar toda a mercadoria; o segundo fato ocorreu no início dessa semana onde uma dupla em uma motocicleta cometeu um assalto a um posto de gasolina, e horas depois por meio do serviço de inteligência, a BM, Polícia Civil e Policia de Rivera todos estavam com os fatos elucidados e com os suspeitos presos.
Essas prisões aconteceram no dia 05/11/2019, quando agentes da equipe de investigação da DP de Sant’Ana do Livramento, após representação da autoridade policial, cumpriram mandado de prisão preventiva expedido contra D.U.M.R. e D. F.C., suspeitos de terem praticado roubos no comércio da cidade (loja de celulares e posto de gasolina) nos dias 31/10 e 04/11/2019. Os indivíduos possuem antecedentes criminais e estavam em liberdade provisória. Destaca-se a imediata resposta do Poder Judiciário na análise da representação pela prisão, que somada ao trabalho policial conferiu rápida resposta do poder público às ações criminosas. Após os procedimentos de praxe, os indivíduos foram encaminhados à penitenciária e ficaram à disposição do Judiciário.
Para o Tenente-Coronel Otero, comandante do 2º RPMon., essas prisões foram resultado de um trabalho conjunto e da união das forças de Segurança, tanto do lado brasileiro quanto do uruguaio, que se anteciparam às ações dos criminosos por meio de informações estratégicas. Segundo o comandante, esse trabalho conjunto que vem sendo desenvolvido há vários anos aqui nesta fronteira atesta, na prática, a iniciativa que foi divulgada nesta semana pelo ministro da Justiça Sérgio Moro, onde será selado um acordo entre o Brasil e os países que fazem fronteira que permitirá, entre outras coisas, a perseguição policial em área de fronteira. “Aqui, nós atuamos dessa maneira, há vários anos temos um acordo com a Polícia de Rivera que tem nos auxiliado em várias ocorrências. Esta decisão vai facilitar o trabalho policial e dificultar a ação dos criminosos. E isso é muito bom porque nos dá um respaldo jurídico” disse.
Sobre a ocorrência dos assaltos, Otero garantiu que o policialmente ostensivo está mais forte do que nunca e, com o apoio das outras instituições de segurança, o trabalho está sendo realizado com eficiência dando sempre uma pronta resposta para a sociedade. Para se ter uma ideia, atualmente, a BM tem nas ruas, diariamente, 19 viaturas atuando diretamente nas ocorrências resultando num aumento de 70% de prisões e abordagens, com um efetivo da Patrulha Maria Penha, Patrulha Escolar, policiamento comunitário, Força Tática, ROCAM, Policiamento Montado e setores de inteligência. Além de ações fortes no combate ao abigeato e aos crimes rurais por meio da Patrulha Rural coibindo crimes e recuperando animais furtados. “Dessa maneira, nós estamos atuando de maneira forte garantindo a presença do policial fardado na rua e aumentando a sensação de segurança da população. Com essas ações e com o apoio das instituições os criminosos vão ter que pensar 10 vezes antes de cometerem algum crime nesta fronteira” encerrou.

Matias Moura
contatomatiasmoura@hotmail.com

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário