Região receberá novos Policiais Civis

Nesta semana, o Governador do Estado realizou a cerimônia de posse de 412 agentes policiais que concluíram o Curso de Formação Profissional de Escrivães e Inspetores de Polícia na Academia de Polícia Civil

Na terça-feira, dia 9 de julho, no auditório do Palácio da Polícia, em Porto Alegre, ocorreu a cerimônia de posse dos 412 agentes policiais que concluíram o Curso de Formação Profissional de Escrivães e Inspetores de Polícia na Academia de Polícia Civil. A solenidade contou com a presença da Chefe de Polícia, delegada Nadine Tagliari Farias Anflor, do Subchefe de Polícia, delegado Fábio Motta Lopes e da Diretora-Geral da Acadepol, delegada Elisângela Melo Reghelin.
A posse dos inspetores ocorreu pela manhã, enquanto que a posse dos escrivães aconteceu no período da tarde. No dia anterior, o Governador do Estado, Eduardo Leite, anunciou a nomeação dos 412 agentes formados na 52ª e 53ª turmas de inspetores e escrivães, respectivamente, durante a solenidade de formatura realizada na Casa de Música da Ospa.
O concurso contou com um total de 44.238 candidatos inscritos para ocuparem 1.200 vagas oferecidas, 600 para cada cargo, tendo sido convocados para cursar a Acadepol os 431 primeiros colocados, sendo o maior concurso da Polícia Civil nos últimos anos pela relação candidato/vaga.
A destinação dos novos agentes atende todas as regiões do Estado do RS, conforme diagnóstico do Programa RS Seguro sobre a carência de efetivo e a criminalidade. Os novos agentes estarão aptos a exercerem suas atividades na primeira quinzena de julho.
Para a Delegada da 12ª Regional da Polícia Civil Ana Luiz Tarouco, a notícia vem em boa hora pois o números de policiais civis no estado está bastante defasado e há mais de 30 anos não havia um número tão baixo de agentes. “É uma notícia muito boa. Mas ainda não é um número necessário. Aqui para a região, entre novos policiais e remoções que é quando entra um policial novo, os mais antigos têm a opção se realocar por uma questão de justiça e de direito, nós iremos receber entre policiais de outras regiões que irão vir para cá e policiais novos, se tudo se confirmar, sete novos agentes. Desses, quatro ou cinco irão ficar em Rosário do Sul, porque é a cidade da região com a maior demanda, tendo em vista o número de aposentadorias que se verificou no último ano. Esse ainda é número bastante baixo porque, infelizmente, nós tivemos um número maior de aposentadoria do que aporte de novos policiais. Mas isso é uma realidade em todo o Estado e esperamos que esses policiais tragam o seu conhecimento para a região e um “sangue novo” para enfrentar a nossa luta diária contra a criminalidade” encerrou.
A delegada disse ainda que seguirá pleiteando a vinda de novos policiais para a região e que já no início do ano que vem uma nova turma irá iniciar, proporcionando assim a formação de novos agentes.

Grupo Aplateia