Associação Santanense de Ovinocultores propõe parceria com a Cooperativa Tejupá

Sant’Ana do Livramento foi declarada, oficialmente, capital nacional da ovinocultura, por meio de um projeto de lei aprovado pelo Senado ainda no mês de dezembro passado. Atualmente, o município possui, segundo dados da inspetoria veterinária, um rebanho de cerca de 315 mil cabeças de ovelhas.Mesmo assim, o setor vem enfrentando muitas dificuldades onde muitos ovinocultores estão desistindo da atividade por desestímulo. Pensando nisso é que a Associação Santanense de Ovinocultores vem desenvolvendo um plano estratégico para alavancar o setor.
Recentemente em uma iniciativa inédita, a entidade propôs uma parceria com a Cooperativa de Lã Tejupá, de São Gabriel, que poderá em breve beneficiar os produtores na comercialização da lã de suas propriedades. Como explica o presidente da entidade, Jair Menezes.“Nós fizemos um comodato com a Cooperativa Tejupáonde, em breve, nós iremos assinar um contrato com ela e também com o Lanifício Paramount, de Bagé. Através desse convênio com as duas entidades já vamos poder saber, por exemplo, como orientar o nosso produtor sobre a venda de sua lã. Porque essa parceria, nós estamos fazendo pensando no pequeno produtor que sempre diz que na hora que vai vender a lã encontra dificuldade, onde o preço não é o mesmo, e nós queremos aqui oferecer de uma maneira muito especial a todos os produtores de lã essa alternativa onde vamos comprar todo o tipo de lã, pesar e pagar. Essa lã vai ficar armazenada no nosso galpão e quando completar aproximadamente 5 mil quilos o caminhão da cooperativa virá buscar” destacou Menezes.
Atualmente,a Associação Santanenses de Ovinocultores possui a Casa da Ovelha dentro do Parque da Rural e do Galão de Ovinos que servirá como depósito da lã que for comprada pela cooperativa direto do produtor. Jair Menezes garante que o único objetivo desta parceria é beneficiar os pequenos produtores que não terão que desembolsar dinheiro para a Associação de Ovinocultores. “Quem vai estipular o preço é a cooperativa e o produtor irá receber em valor diretamente sem nenhum tipo de comissão” disse ainda.
A parceria está ainda em fase de tratativas finais para acertar todos os detalhes, mas mesmo assim já é um bom aceno para os pequenos produtores que, quem sabe, muito em breve poderão comercializar a sua produção com um preço mais em conta.

Matias Moura – contatomatiasmoura@hotmail.com

Grupo Aplateia

Adicionar Comentário

Anúncios