Associação dos Sargentos, Sub-Tenentes e Tenentes da BM emitem alerta a sociedade gaúcha Vai faltar PMs nas ruas nos próximos dias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp


Baseado em uma avalanche de reclamações do efetivo da Brigada Militar, que chegaram ao conhecimento da ASSTBM(ASSOCIAÇÃO DOS SARGENTOS, SUB- TENENTES E TENENTES DA BM) a entidade verificou que mais de 2.200 PMs deixarão a Brigada Militar no ano de 2019.

O fato que Soldados, Sargentos e Tenentes da BM, que já possuem tempo para sua permanência na Corporação, mas que querem continuar tralhando no Policiamento solicitaram a CONCESSÃO ou RENOVAÇÃO, do Abono de Incentivo à Permanência no Serviço Ativo (AISPA) instituído pelo estado através da lei 13925/2012 tem seus pedidos negados pelo atual Governo do Estado.

Muito embora o Comando da Corporação venha se manifestando favoravelmente a permanência destes servidores no serviço ativo, baseado no deficit do efetivo e pela conveniência e oportunidade em favor do serviço publico, o Governo Estadual, baseado no Decreto nº 54.480 de 02 de janeiro de 2019, tem negado os pedidos unica e exclusivamente ais integrantes da BM.

REPERCUSSÃO DESTA DECISÃO DE GOVERNO.

O Efetivo existente na BM é de aproximadamente 15 mil servidores(as)enquanto o previsto em lei deveria ser de 37.050 o que significa uma defasagem de mais de 53 % a menos do que o necessário.

Com este posicionamento do Governo em não conceder e renovar a permanência no serviço ativo, este deficit deve aumentar para mais de 60% diminuindo ainda mais a capacidade do efetivo da Brigada Militar de combate a violência.

Para Aparício Santellano, presidente da ASSTBM, as inúmeras reclamações do efetivo da BM desde o início do governo tem levado preocupações a entidade, entre elas a não concessão da AIPSA, que é apenas um dos problemas dos servidores de nível médio.

Neste episódio existem duas possibilidades afirma o Presidente Santellano:

Ou o Decreto n° 54.480/19 editado no primeiro dia de governo não tratou de forma prioritária a Brigada Militar, com suas peculiaridades, ou o Governo está “jogando contra” ao discriminar o Policial Militar e proporcionar o caos na segurança.

“Não entendemos a discriminação contra o efetivo da BM, principalmente com quem trabalha na segurança da sociedade e esta todos os dias nas ruas, já que todos os outros setores da própria segurança pública tem sido concedido o abono de permanência, basta ler o diário oficial do estado para constatar isto, não somos contra a concessão aos outros, mas não entendemos porque os brigadianos estão sendo negados.

“Temos demonstrado desde o início do governo, nossa intenção em dialogar e em construir juntos soluções a segurança dos gaúchos(as) e aos brigadianos(as) da base da corporação, porém o Governo do Estado não tem demonstrado vontade para isto, mas vamos manter sempre a mesma postura de defesa intransigente dos policiais impedindo de todas as formas a sua discriminação, afirmou Santellano presidente da ASSTBM.”

FICA O ALERTA A SOCIEDADE GAÚCHA , VAI FALTAR POLICIAMENTO LOGO EM BREVE NO RS!

Fonte : Portal  Qwerty – Dom Pedrito

http://www.qwerty.com.br/2019/05/04/associacao-dos-sargentos-sub-tenentes-e-tenentes-da-bm-emitem-alerta-a-sociedade-gaucha/?fbclid=IwAR1t1hq54KOF45kO8TOxYZ4ACZRXWV8ojNncViz1crXl97ArDH_EnlOICv0