Cientistas criam dispositivo que usa estímulos cerebrais para gerar fala

Pesquisadores da Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos, desenvolveram um dispositivo que coleta estímulos cerebrais atrelados à capacidade de fala e cria voz a partir deles. A invenção gera uma voz sintetizada ao usar a atividade do cérebro para controlar um trato vocal virtual formado por uma simulação de computador que inclui lábios, mandíbula, língua e laringe. O trabalho foi publicado na revista Nature.

O modelo desenvolvido pelos cientistas adota uma abordagem diferente em relação a dispositivos utilizados por pessoas que tiveram danos neurológicos relacionados à capacidade de falar. Enquanto as opções existentes atualmente requerem que o paciente escolha, letra por letra, as palavras que quer formar, o estudo chefiado por Gopala Anumanchipalli, pesquisador do departamento de Cirurgia Neurológica da universidade, demonstra que é possível criar uma versão sintetizada da voz de uma pessoa a partir de seus estímulos cerebrais.

Grupo Aplateia