Erva mate com maconha será comercializada no Uruguai

Nos últimos dias, o jornal argentino Claín, anunciou que na próxima semana o comércio Uruguaio venderá erva mate com Cannabis sativa, a maconha. O anúncio foi feito pelos distribuidores na quarta-feira (27), após autorização do Ministério de Saúde Pública do Uruguai, pouco mais de um ano depois de retirar o produto similar do mercado – por não cumprir as normas vigentes.
Desde 2016, o mercado de Cannabis está regulado no país. A venda é livre ao público desde que se sigam as regras decretadas pelo governo uruguaio. As primeiras marcas a oferecer a nova variedade serão Consentina e La Abuelita.
Pablo Riveiro, representante de ambas, explicou que o produto não tem efeito psicoativo, pois não possui THC (tetra-hidrocarbinol), principal componente da planta da maconha, sendo responsável por seus efeitos alucinógenos.
Sendo assim, as ervas “terão sua venda livre e poderão ser consumidas por qualquer pessoa”, disse Riveiro à agência DPA. “É uma erva não medicinal. Não é um medicamento e não é psicoativo”, acrescentou o empresário uruguaio, destacando que a mistura terá os benefícios do cannabidiol.
Como no Rio Grande do Sul, no Uruguai o mate é consumido a qualquer hora do dia e costuma ser vendido puro ou misturado com outras ervas, em alguns casos medicinais. O pacote de um quilo do mate com cannabis custará aproximadamente R$ 25,00 e será facilmente identificável pelos consumidores, pois sua embalagem terá uma folha de maconha.
Em contato com os principais supermercados de Rivera, ainda não se tem previsão de quando o novo produto chegará às gôndolas para os consumidores. Uma das maiores redes, o Macromercado informou que pretendem vender a erva mate.

Por: redacao@jornalaplateia.com

Grupo Aplateia

Anúncios