Vereador Nilo em busca de mais direitos

Na tarde de hoje (19) o vereador Carlos Nilo que está sempre lutando pelos direitos das pessoas com deficiência, esteve reunido com o Sr Ricardo Portantiolo, diretor da Transpores Tomaz e o Sr Mauro Crizel gerente da já denominada empresa, em Santana do livramento.

A pauta da reunião foi referente a um pedido de informação que o Vereador encaminhou para a empresa, questionando a retirada dos ônibus com acessibilidade que fazem a linha Prado, os quais a mesma disponibilizava e deixou de disponibilizar.
Em resposta ao vereador a empresa salientou que não tem tido a contrapartida do Município na infraestrutura das ruas, o que dificulta a disponibilização desses ônibus. Pois as ruas carecem de uma melhor infraestrutura, e por falta dela os ônibus com acessibilidade estava indo constantemente para a manutenção, pois esse tipo de veículo é mais sensível que os outros. Outro empecilho seria a falta de reajuste na questão tarifaria que em 10 anos foi reajustada apenas 3 vezes.

Foi relatado também que se a empresa tiver a contrapartida do Município, eles não hesitarão em colocar em circulação os ônibus (acessíveis) e fazer sua parte, mas que para isso eles necessitam do auxílio do Município, no que tange, a mobilidade urbana e o reajusta da tarifa.
Outra pauta da reunião foi a questão da licitação do transporte público, pois como o prazo da última licitação já está vencida à mais de 16 anos, eles mantêm a circulação por um Decreto antigo, que apenas autoriza o transporte público a funcionar em Santana do Livramento, sem que exista uma via de duas mãos, onde a empresa deva oferecer algo e em contrapartida o Município deva oferecer algo em troca.

 

Esse desregramento do transporte coletivo, que perde é a comunidade , como sempre. Contudo Nilo salientou que “um erro não justifica outro”, que a empresa deveria colocar os seus ônibus em circulação.Se o Decreto federal 5.296 de dezembro de 2004 fosse cumprido trazendo acessibilidade para os cidadãos de Livramento, não estaríamos sempre correndo atrás. Porém, a partir do final de junho deste ano , nenhum ônibus , seja ele de linha Municipal, Intermunicipal ou Interestadual , sairá de fabrica sem acessibilidade. O vereador agradeceu a conversa que teve com os empresários e espera que o executivo santanense faça a licitação do transporte público para terminar com esse tipo de problema!

Grupo Aplateia