qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Empresa de energia verde quer investir na instalação de três unidades no Estado

A empresa de energia renovável BeGreen Bioenergia e Fertilizantes vai instalar três plantas industriais nos municípios de Passo Fundo, Tio Hugo e Vacaria. Em reunião com as secretarias de Desenvolvimento Econômico (Sedec) e de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), foram discutidas a elaboração de um memorando de entendimento com o governo estadual e o encaminhamento da licença ambiental para operação de unidades de produção de fertilizante verde.

A BeGreen trabalha com a fabricação de amônia verde, produzida a partir de hidrogênio e nitrogênio verdes. O resultado é um fertilizante nitrogenado, substância utilizada em lavouras e que hoje, no Estado, é 100% importada.
Nas futuras unidades de Tio Hugo e Passo Fundo (a BeGreen já conta com uma usina-escola no campus da Universidade de Passo Fundo), as questões energética e fundiária estão resolvidas, faltando somente a licença prévia. Após a concessão desta, a previsão é que as fábricas comecem a operar em 20 meses.

Em Vacaria ainda está pendente a questão energética, ponto muito importante uma vez que, segundo o diretor de Tecnologia e Operações da BeGreen, Luiz Paulo Hautch, 70% da matéria-prima utilizada neste processo é energia. Nos planos da empresa está a construção de cinco pequenas centrais hidrelétricas (PCHs), que são usinas que usam a força e a velocidade da água para gerarem energia. Junto aos PCHs, serão instaladas unidades de produção de amônia, que também dependem da licença prévia ambiental. A estimativa são a geração de 500 empregos diretos já no período de construção e, depois, em torno de 80 a 90 vagas fixas para manutenção da fábrica.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico (Sedec), Ernani Polo, este investimento é importante não só em razão dos empregos que irá gerar, mas também por estar em consonância com a agenda de sustentabilidade do Estado, que valoriza as energias renováveis. “A instalação no RS de empresas do setor verde contribuem não só com o desenvolvimento econômico e social, mas também vão ao encontro com a ideia de crescimento sustentável”, pontuou. Também participaram da reunião o diretor-geral da Sedec, Leandro Evaldt e o diretor de Energia da secretaria de Meio Ambiente e Infraestrutura (Sema), Rodrigo Huguenin.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem