seg, 22 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital l 20 e 21.07.24
Aplateia Digital l 20 e 21.07.24

Última Edição

AGRURAS DA IDADE

Gilberto Jasper
_Jornalista/[email protected]
“Envelhecer não é uma escolha” é título da crônica do médico e escritor J. J. Camargo, publicada no caderno “Vida” do jornal Zero Hora do último final de semana. Ao longo do texto – como sempre brilhante! – discorre sobre as agruras da “melhor idade”, expressão que ele considera “uma brincadeira de mau gosto”. Concordo plenamente. Isso é fruto da criatividade de marqueteiros de laboratórios e farmácias que proliferam feito baratas Brasil afora.
A certa altura do texto, o cronista lista conselhos úteis para ocasiões sociais, especialmente reuniões com “jovens há mais tempo”. Entre as dicas consta, por exemplo, não sentar em sofás macios porque a dificuldade ao levantar pode gerar situações cômicas. Ou ridículas “Preserve em segredo quantos embalos vocês precisa para ficar de pé”, aconselha J. J. Camargo.
Aos 64 anos, sou seletivo em relação a convites para comemorações. O evento, para receber a confirmação da minha presença, precisa atender a algumas exigências básicas, como iniciar e terminar cedo, ter lugares confortáveis para sentar, ter à disposição vários banheiros (e de preferência que não fiquem distantes ou andares superiores). Além disso, convém que, em caso de haver música – ao vivo ou eletrônica – seja em volume civilizado. Passar a noite aos berros e mesmo assim não ser compreendido nas conversas me deixa esgotado no dia seguinte.
A questão dos banheiros é fundamental. Recentemente visitei meu filho em Brasília. Na primeira noite fomos a um bar com música ao vivo, em tom agradável. Havia cerveja artesanal de boa qualidade, mas quando precisei “fazer lugar para mais bebida” começaram os problemas. Os banheiros do boteco – que estava lotado, era sexta-feira – se localizavam no primeiro andar. Para piorar, um estava interditado, provocando uma fila enorme.
Homens sabem muito bem do que vou falar: até a primeira ida ao toalete, tudo são flores. A partir daí, porém, a frequência só aumenta, causando constrangimento. O problema, como sempre digo, “é o episódio que dá origem à série”. Depois da primeira vez, ocorrem romarias ao banheiro que causa irritação e ausências frequentes à mesa de amigos.
Envelhecer tem suas belezas, mas cá entre nós: muitas vezes incomoda uma barbaridade!

EMENDAS DA VERGONHA

Gilberto Jasper _Jornalista/[email protected] R$ 50 bilhões do nosso suado dinheiro serão gastos em emendas parlamentares. É dinheiro que os dignos representantes do povo podem destinar a quem quiserem. Mal a “torneira” foi aberta e já se multiplicam notícias do encaminhamento de milhões a parentes. São prefeitos e prefeitas, familiares destes deputados, que deverão “aplicar” os recursos. Estas informações só se