seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Vereadores solicitam celeridade para funcionamento do Aeroporto Binacional

Aquiles Pires (PT) e Dagberto Reis (PT) realizaram visita à capital do Estado com objetivo de acelerar o processo de funcionamento do aeroporto de forma binacional
Deputados reunidos com o secretário. Foto: cedida pelos vereadores

Os vereadores Aquiles Pires e Dagberto Reis, da bancada do PT, cumpriram agenda em Porto Alegre nesta semana. Ao chegar, os parlamentares foram recebidos no Ministério da Reconstrução do Rio Grande do Sul pelo secretário extraordinário Maneco Hassen (PT), quando foram discutidos temas cruciais no processo de preparação do aeroporto binacional de Rivera. O secretário destacou que o assunto está em andamento e será encaminhado para o ex-diretor da Anac e atual responsável pelo setor, Milton Zuanazzi (PT).

Foi enfatizado por Aquiles e Dagberto, a importância da existência de um aeroporto na região de Livramento, especialmente em vista do cenário atual, onde acontece uma redução de voos no Estado. O vereador Dagberto Reis destacou: “O aeroporto é vital para o transporte de cargas, além de ser um impulsionador do desenvolvimento econômico da nossa fronteira”.

Em busca de resultados neste âmbito, os vereadores falam em seguir firmes em suas ações, buscando garantir investimentos e atenção necessária para a efetivação do aeroporto em sua totalidade binacional.

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de