qua, 17 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Live do TCE-RS debate desastres climáticos e realocação de populações

O Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS) promove, no dia 13 de junho, às 14h, o 2º Ciclo de Lives de Orientações aos Gestores Públicos, abordando o tema para políticas de prevenção e resposta a desastres climáticos. Destinado a oferecer alternativas de soluções práticas para os desafios enfrentados pelo Estado, o Ciclo terá quatro lives semanais transmitidas via YouTube do TCE Gaúcho, reunindo especialistas do assunto.

Neste primeiro encontro sobre “Desastres e realocação de populações”, contará com a participação de especialistas em arquitetura e engenharia, Luciana Miron, Carlos Formoso e Denise Dal Molin, todos da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). O foco será nos desafios e estratégias para o acolhimento temporário de desabrigados devido a calamidades no médio prazo, indo além dos abrigos convencionais e abordando aspectos logísticos, financeiros e de reconstrução.

Entre os temas a serem discutidos, destacam-se as vantagens e desvantagens de diferentes abordagens, como cidades provisórias, aluguel social e uso de imóveis públicos desocupados. O debate se concentrará em como atender às necessidades imediatas dos desabrigados, ao mesmo tempo em que se promove eficiência no uso dos recursos disponíveis.

As inscrições para acompanhar as lives estão abertas e podem ser feitas através do seguinte link: https://ead.tce.rs.gov.br/moodle/course/view.php?id=530

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem