seg, 15 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

TCE-RS prorroga prazo para inscrições no processo seletivo de estágio

Foram prorrogadas, até o dia 12 de junho, as inscrições para o processo seletivo de estágio remunerado no Tribunal de Contas do Estado (TCE-RS). Os interessados têm até as 10h do dia 12 de junho para efetivar a inscrição. Os inscritos deverão comprovar as disciplinas cursadas e atividades concluídas, conforme listagem disponível no edital.

As oportunidades abrangem os seguintes cursos e locais: na sede do TCE-RS em, Porto Alegre, para Administração/Administração Pública; Arquitetura; Biblioteconomia; Ciências Contábeis; Ciências Econômicas; Comunicação Social – Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas; Direito; Educação Física; Engenharia Civil; Estatística; Fisioterapia; História; Informática; Letras; Museologia; Políticas Públicas; Produção Audiovisual/Multimídia; Psicologia; Ensino Técnico em Informática e Cadastro Reserva para Ensino Médio.

No Serviço Regional de Auditoria de Frederico Westphalen, as oportunidades são para Ensino Superior em Administração/Administração Pública. Em Passo Fundo, para o Ensino Superior em Direito e Engenharia Civil. Na Regional de Santa Cruz do Sul, as oportunidades são para Ensino Superior Ciências Econômicas. Em Pelotas, para o Ensino Superior em Engenharia Civil. E na Regional de Santana do Livramento para Ensino Superior em Administração/Administração Pública.

O processo seletivo tem validade de 18 meses e o preenchimento de vagas pode ocorrer a qualquer momento neste período. É necessário que o candidato tenha, no mínimo, 01 (um) ano ou 02 (dois) semestres de curso para frequentar durante a realização do estágio.

Consulte o edital para saber mais sobre remuneração, jornada de trabalho e demais requisitos para contratação.

Terra sem-lei

Certamente você já ouviu falar na expressão “terra sem-lei”. A expressão refere-se a um lugar onde todos fazem o querem, sem pensar nas consequências, o que não é o caso do Brasil. O exemplo claro disso é a decisão, desta semana, do juiz Everton Padilha Soares, do Juizado Especial Cível da Comarca de Sant’Ana do Livramento. O magistrado condenou o

Agilidade para liberar renegociação

Só depende de votação do Senado Federal a criação de um REFIS para os débitos contraídos pelos partidos políticos brasileiros em razão de descumprimento de obrigações referentes a prestações de contas, cumprimento de prazos ou ainda por eventual uso indevido de recursos de fundos partidário ou eleitoral. A Câmara dos Deputados já aprovou a PEC que propõe o refinanciamento de