qui, 18 de julho de 2024

LOGO GRUPO A PLATEIA capa branco
Variedades Digital | 13 e 14.07.24
Aplateia Digital | 13 e 14.07.24

Última Edição

Bombas cedidas por arrozeiros realizam trabalhos de escoamento na Região Metropolitana

Estão em operação na Região Metropolitana bombas para auxiliar na drenagem de águas das enchentes ocorridas neste mês de maio no Rio Grande do Sul. No sábado, 25 de maio, novos equipamentos cedidos por arrozeiros e empresas por meio do projeto Drenar RS entraram em operação na região do Aeroporto de Porto Alegre. Além disso, no município de Novo Hamburgo, no Vale dos Sinos, bombas também já estão operando. Os voluntários estão atuando em conjunto com os poderes públicos municipais e órgãos, como, em Porto Alegre, o Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DMAE).

A Federação das Associações de Arrozeiros do Rio Grande do Sul (Federarroz) mobilizou os arrozeiros, empresas e técnicos a participar de forma voluntária e se unir neste mutirão de ajuda. O objetivo desta ação é aumentar a capacidade de bombeamento para fora dos seus diques para que o tempo de drenagem seja reduzido de forma significativa. A entidade acredita que o setor arrozeiro com seus sistemas de bombeamentos de flutuantes pode e deve auxiliar nesta ação humanitária. “O setor arrozeiro, através da experiência e dos equipamentos que possui, se prontificou a contribuir com a sociedade gaúcha na drenagem das águas”, ressaltou o presidente da Federarroz, Alexandre Velho.

O projeto Drenar RS conta com a Federarroz e empresas como WR, InfoSafras, Gebras, Agropecuária Canoa Mirim, Expoente, Numerik, CCM, Garanto, Grupo Cavalhada, Instituto Caldeira e Idealiza, juntamente com outros voluntários. Empresas como Agrimec, SLC John Deere, Sotrima Massey Fergusson, Grupo Ceolin e Tomasetto Engenharia também auxiliaram de forma voluntária na ação, além da ajuda do Exército na logística. O objetivo é utilizar as bombas na questão da drenagem das águas, buscando beneficiar mais de 500 mil desalojados e reduzir o tempo de escoamento das cidades alagadas, através de uma mobilização voluntária de apoio às autoridades locais.

Lorenzoni e Camozzato oficiam MP de Contas sobre projetos do governo que reestruturam carreiras

Os deputados Rodrigo Lorenzoni (PL) e Felipe Camozzato (NOVO) protocolaram na tarde desta quarta-feira (17), no Ministério Público de Contas do Estado do Rio Grande do Sul, ofício alertando o Procurador-Geral Ângelo Borghetti sobre possível manobra fiscal imprudente e gestão temerária por parte do governador Eduardo Leite.   A decisão de recorrer ao MPCRS foi tomada após os deputados conhecerem